Herói do Japão, Gonda larga na frente no ranking de defesas difíceis na Copa

Gonda fez sete defesas na partida (Arte LANCE!)


Na Copa do Mundo que se inicia repleta de zebras, há espaço também, é claro, para os heróis. Um deles, Shuichi Gonda, o goleiro japonês de 33 anos de idade que fechou o gol na vitória de virada da sua seleção por 2 a 1 sobre a sempre favorita Alemanha.

Autor do pênalti que colocou os alemães na frente, ainda no 1º tempo, o camisa 12 se redimiu na etapa final. Aos 24 minutos, quando o placar ainda marcava 1 a 0 para os tetracampeões, Gonda realizou uma série de defesas espetaculares. Primeiro parou o chute de Hofmann, que apareceu livre na área. No rebote, Gnabry arriscou de fora e o goleiro espalmou. A bola continuou com a Alemanha, e Raum a levantou para mais duas tentativas de Gnabry e outras duas defesas do arqueiro do Japão.

Nos 12 jogos da Copa disputados até esta quarta-feira, nenhum goleiro trabalhou tanto. Segundo dados do Footstats, foram quatro defesas simples e outras três consideradas difíceis pelo site de estatísticas, totalizando sete intervenções.

Quem mais se aproximou de Gonda até agora foi o arqueiro de outra zebra: Al Owais, da Arábia Saudita. Na vitória dos árabes sobre a Argentina, também de virada e também por 2 a 1, o goleiro fez cinco defesas, sendo duas delas com um alto nível de dificuldade.

GOLEIROS COM MAIS DEFESAS NA COPA
- Dados do Footstats

1º - Gonda - Japão - 7 defesas (3 difíceis)
2º - Al Owais - Arábia Saudita - 5 defesas (2 difíceis)
3º - Noppert - Holanda - 4 defesas (2 difíceis)
Szczesny - Polônia - 4 defesas (1 difícil)