De herói em 2020 a encostado em 2021: quem é Klaus, novo zagueiro do Botafogo

·3 min de leitura
Klaus é o novo jogador do Botafogo (Foto: Divulgação/Botafogo)


Com a saída de Gilvan e o interesse do Corinthians em Kanu, o Botafogo foi ao mercado atrás de um mercado. Klaus, que trabalhou com Enderson Moreira no Ceará, foi o escolhido. O zagueiro de 27 anos fechou contrato por dois anos e chega, inicialmente, para compor elenco.

+ Velocista, destaque em 2020 e baixo aproveitamento nos chutes: quem é Vinícius Lopes, reforço do Botafogo

O que esperar de Klaus no Botafogo? A passagem pelo Vozão, clube que atuou nos últimos dois anos, foi marcada por altos e baixos e terminou de maneira negativa. O jogador iniciou com tudo e criou a expectativa de que teria um impacto positivo, mas isso não se confirmou. Quem explica é Lucas Mota, setorista do Ceará no "O Povo".

– Havia uma certa expectativa que ele pudesse se firmar no Ceará, ser o titular. O Ceará contrata dois zagueiros, Klaus e Tiago, que disputariam para ver quem formaria a dupla ao lado do Luiz Otávio. No começo da temporada, se imaginava que ele (Klaus) seria o titular, começou muito bem, fazendo gols... Viveu o maior momento de protagonismo na semifinal da Copa do Nordeste de 2020, fazendo o gol da classificação contra o Fortaleza. Ele estava muito bem, era um jogador que aparecia - afirmou, ao LANCE!.

Do histórico gol em um clássico decisivo a chegar a ser não relacionado para algumas partidas por opção técnica. Klaus foi de protagonista em título da Copa do Nordeste a quarta alternativa na defesa do Vozão em um ano.

– Ele terminou o ano como reserva e o Tiago como titular. Em 2021 ele perdeu espaço por completo. O Ceará foi ao mercado e trouxe o Messias, e o Klaus perdeu espaço. O primeiro substituto para a zaga era o Gabriel Lacerda, um garoto das categorias de base - completou - completou o jornalista.

+ Botafogo anuncia dois reforços: saiba as contratações, saídas e sondagens do clube

Na última temporada, foram apenas 14 jogos - o defensor, inclusive, chegou a atuar pelo time de Aspirantes do Vozão. No Brasileirão, Klaus entrou em campo apenas em quatro oportunidades. Em 2020, foram 25 jogos. O número baixo se explica pelos problemas físicos.

– O Klaus se atrapalhou muito pela questão das lesões no Ceará, o que o impedia de ter uma sequência. Ele não é um zagueiro muito ágil e rápido, isso pode ser considerado um ponto fraco, mas é um defensor que tem uma certa técnica para fazer saída de bola. O principal ponto forte do Klaus é a bola aérea. No Vozão ele fez cinco gols, a maior parte foi de bola aérea. Não apenas pelos gols, mas porque levava perigo nessas jogadas. Aparece muito bem nesse quesito tanto ofensivo quanto defensivo - analisou Lucas.

No Campeonato Brasileiro de 2020/21, Klaus teve 24.2 passes certos (87% de aproveitamento), 1.6 lançamento, 3.6 cortes, 0.7 interceptação e 2.1 disputas de bolas vencidas por jogo. Por outro lado, o zagueiro cometeu dois pênaltis. Vale ressaltar que ele atuou em 12 duelos. Os dados são do "SofaScore".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos