Henrique pede perdão à torcida do Cruzeiro no retorno ao clube


O volante Henrique, com 516 jogos vestindo a camisa do Cruzeiro, voltou ao time celeste, após pequena temporada no Fluminense, com apenas sete jogos pelo time carioca. O jogador estava emprestado ao Tricolor e houve um acordo para a sua volta à Raposa.

Henrique foi reapresentado e explicou a saída do clube, no fim de 2019, o que gerou críticas dos torcedores, por um suposto abandono do Cruzeiro após o seu rebaixamento à Série B.

-É um momento feliz e muito emocionante ao mesmo tempo. Voltar para o Cruzeiro, o lugar de onde eu nunca deveria ter saído. As vezes a gente age por impulso, por pensar que as cargas que carregamos do ano passado foram muito pesadas. A gente achou que, saindo, seria uma solução para a minha vida. Infelizmente, eu pude comprovar que não é real. O corpo foi, mas a alma ficou. Aqui está um cara de coração aberto. Já errei muito na vida e sei das minhas falhas, dos meus erros, do que eu já cometi. Peço perdão por esses erros e estou aqui, neste momento, de coração aberto, alma aberta .O coração falou mais alto- disse, que continuou seu mea culpa com o torcedor.



-Se eu decepcionei o torcedor cruzeirense o ano passado, pelo rebaixamento, me perdoem. Sou falho. Sou humano, também. Tenho a minha parcela sim. Mas vocês viram o tanto que eu lutava, me dedicava. Como Fábio e Léo também cobravam. Infelizmente, aconteceu essa tragédia. Mas volto no momento de construção porque sei que o Cruzeiro tem que voltar ao caminho, que é a Série A, e tenho certeza que você (Sérgio Rodrigues) vai dar essa direção-comentou.

O retorno do volante foi criticado nas redes sociais, que criaram até uma hashtag, #HenriqueNÃO, para demonstrar insatisfação com o retorno do meio de campo, de 35 anos. Seu contrato com a Raposa vai até o fim de 2021 e ele vai receber o teto do clube, de R$ 150 mil, com a diferença sendo acertada posteriormente.



Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também