Hazard e seu primeiro ano no Real Madrid: ruim, mas nem de todo ruim?

Goal.com

Contratado com o principal reforço do Real Madrid para a temporada, Eden Hazard não teve uma boa temporada com os merengues e reconhece isso.

Depois de desembolsar € 100 milhões pelo jogador do Chelsea, o Real viu o belga sofrer com lesões e entregar ao time menos do que foi esperado dele. Em 15 partidas, fez apenas um gol e deu duas assistências.

No Chelsea, os números proporcionais eram mais favoráveis ao meia, ele precisava de menos jogos para dar uma assistência e e ele criava quase o dobro de chances. Ele encerrou uma temporada memorável em 2018/19 antes de se transferir ao futebol espanhol, com direito a uma atuação decisiva na grande final da Europa League diante do Arsenal.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O meia, em entrevista à RTBF da Bélgica, disse entender que realmente não teve uma boa temporada, mas afirma: "A minha primeira temporada em Madrid foi ruim, mas nem de todo ruim".

Os números, porém, reforçam uma contribuição ainda insuficiente do jogador de 29 anos, que custou 100 milhões de euros (R$ 430 mi, à época) aos cofres merengues no ano passado: com Hazard em campo, o Real é mais ofensivo - com uma média de 3.3 gols marcados por partida, enquanto sem ele o número cai para 1.8 -, mas ganha menos - com ele em campo a porcentagem de vitórias é de 53.3%, e sem ele é de 58.3%.

Recém passado por uma cirurgia, ele deveria voltar a  jogar em breve, mas teve seus planos interrompidos pela pandemia de coronavírus. O belga, no entanto, disse estar pronto para evoluir em sua segunda temporada no clube merengue e entende que a cobrança na próxima temporada pelo Real deva ser maior: "É uma temporada de adaptação. Serei julgado pela segunda. Depende de mim".

Vice-líderes em La Liga até a paralisação das últimas semanas, Hazard e o Real ainda teriam páreo duro para seguir adiante na Champions League, depois de saírem derrotados em casa para o Manchester City no jogo de ida das oitavas de final.

Leia também