Hazard deixa a seleção da Bélgica: "A sucessão está pronta"

Eden Hazard fez 126 jogos, marcou 33 gols e foi capitão da Bélgica durante muito tempo. Foto: Tnani Badreddine/DeFodi Images via Getty Images
Eden Hazard fez 126 jogos, marcou 33 gols e foi capitão da Bélgica durante muito tempo. Foto: Tnani Badreddine/DeFodi Images via Getty Images

Após a eliminação da Bélgica na primeira fase da Copa do Mundo do Catar, o craque Eden Hazard resolveu virar uma importante página de sua carreira. O internacional belga do Real Madrid anunciou oficialmente que não voltará a jogar pela seleção nacional.

Quatorze anos após a estreia internacional pelos Red Devils, o atacante se afasta. O fracasso da Bélgica na Copa do Mundo e sua óbvia queda no desempenho levaram à decisão.

Leia também:

"Você é uma lenda", disse-lhe seu companheiro Batsuayhi ao saber da notícia de sua renúncia definitiva. "Hoje vira uma página. Obrigado pelo carinho, pelo apoio incondicional. Obrigado a todos pela felicidade compartilhada desde 2008. Decidi encerrar minha carreira internacional. A sucessão está pronta. Vou sentir saudades...", comentou o mais velho dos quatro irmãos Hazards em suas redes sociais.

O passo próximo ao Éden é significativo. Seu desempenho desde que deixou a Premier League sempre esteve em declínio e a Copa do Mundo não viu o jogador que todos esperavam e que no Real Madrid nunca conseguiu aparecer.

A despedida do craque também mostra que a Bélgica inicia importante mudança de ciclo após fracasso no Catar. O técnico Roberto Martínez já saiu e agora a grande lenda dos belgas seguiu o mesmo caminho.

Hazard estreou na seleção principal belga, depois de ter passado por todas as categorias inferiores aos 17 anos. Em uma das gerações belgas que mais criou-se expectativa ele disputou um total de 126 jogos marcando 33 gols e foi capitão do time durante muito tempo.

Seu adeus marca a mudança geracional da Bélgica que encerra sua “geração de ouro” e precisa de uma refundação já que dos 11 titulares na partida contra a Croácia, empate sem gols que eliminou a Bélgica, sete já passaram dos 30 anos.