Não haverá retomada da Serie A italiana antes de 14 de junho

AFP
O astro Cristiano Ronaldo da da Juventus, líder da Serie A antes da interrupção, contra o Cagliari em 6 de janeiro no Estádio da Juventus em Turim
O astro Cristiano Ronaldo da da Juventus, líder da Serie A antes da interrupção, contra o Cagliari em 6 de janeiro no Estádio da Juventus em Turim

A Federação Italiana de Futebol (FIGC) suspendeu oficialmente nesta segunda-feira e até domingo, 14 de junho, incluindo todas as suas competições, o que parece condenar a possibilidade de ver um retorno da Serie A no dia 13 de junho, conforme desejava a Liga italiana (Lega).

Em um comunicado, a FIGC explicou que se adaptou às regulamentações governamentais anunciadas no domingo para combater o coronavírus que prevê, entre outras medidas, suspender todas as competições esportivas até 14 de junho.

A FIGC especificou, no entanto, que esta decisão foi tomada "no aguardo de uma nova e desejada decisão pelas autoridades competentes", o que deixa em aberto a possibilidade de retomar o campeonato, suspenso desde meados de fevereiro, em 13 de junho, conforme decidido pelos 20 clubes da Serie A na semana passada.

Uma reunião entre o primeiro-ministro Giuseppe Conte e os dirigentes da FIGC e da Lega está agendada para os próximos dias. O comitê técnico e científico que assessora o governo também deve opinar nos próximos dias sobre o novo protocolo de saúde proposto pelo mundo do futebol.

Esta nova versão do protocolo, menos rigorosa que a primeira, não prevê um período de 15 dias a partir da retomada do treinos em grupo, nem a quarentena de todo o campus em caso de detecção de um caso positivo para COVID-19 entre os jogadores ou a comissão técnica.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também