Hamilton vence batalha com Vettel e largará na frente na China; Massa é 6º4

JULIANNE CERASOLI

XANGAI, CHINA (UOL/FOLHAPRESS) - Lewis Hamilton mostrou força no Q3 para largar na frente no GP da China. Depois de ser superado por Sebastian Vettel nas outras duas tomadas de tempo, o inglês conseguiu o tempo mais rápido e largará na frente na prova deste domingo (9). O alemão da Ferrari sairá logo atrás, com um tempo 0s186 mais lento: 1min31s678 e 1min31s864.

O brasileiro Felipe Massa largará na sexta colocação. O piloto da Williams terminou a sessão classificatória com a marca de 1min33s507.

Os treinos livres da China sofreram com o mal tempo em Xangai. Na última sexta-feira (7), as duas atividades foram prejudicadas por causa da chuva e da neblina. Por causa disso, a organização chegou a cogitar mudar o dia da prova, mas desistiram.

Horas após o final do treino classificatório, a direção de prova decidiu punir os pilotos Romain Grosjean (Haas) e Jolyon Palmer (Renault) com a perda de cinco posições, por não diminuírem a velocidade sob bandeira amarela.

O GP da China tem largada marcada para as 3h da madrugada do domingo, pelo horário de Brasília.

Na primeira parte da classificação, os pilotos logo foram à pista, pois ninguém conseguiu se preparar como gostaria depois que duas sessões de treinos livres na sexta-feira foram seriamente comprometidas por uma densa neblina que cobriu o circuito de Xangai e impediu que o helicóptero médico tivesse teto para pousar no hospital designado pela FIA.

Não foi uma sessão fácil para Romain Grosjean, da Haas, que rodou quando abria sua primeira tentativa, furou o pneu, e teve de apostar tudo na segunda volta rápida. Lance Stroll, da Williams, também errou em sua volta inicial, indo para os últimos minutos entre os cinco pilotos que seriam eliminados.

Mas a pior situação era de Max Verstappen, que sequer chegou a marcar tempo e já estava reclamando de problemas no motor de sua Red Bull. O holandês voltou à pista com dois minutos para o final mas, ainda com problemas, não conseguiu passar para a segunda fase.

Verstappen, portanto, vai largar em penúltimo. Stoffel Vandoorne, da McLaren, também ficou no Q1 e sairá de 16º. Romain Grosjean, Jolyon Palmer, da Renault e Esteban Ocon, da Force India sairão das últimas colocações.

O Q1 acabou trazendo algumas surpresas, tanto devido à falta de treinos livres, quanto por uma batida forte do italiano Antonio Giovinazzi, da Sauber, nos instantes finais. O piloto novato, que está substituindo o lesionado Pascal Werhelein, nada sofreu.

Na segunda parte do treino, enquanto Sebastian Vettel e Lewis Hamilton travavam uma briga apertada na frente, sendo separados por apenas 15 milésimos, Fernando Alonso tinha problemas com a bateria de seu motor Honda e, mesmo assim, conseguia ficar em 11º após as primeiras tentativas, que mostravam um cenário claro: Ferrari e Mercedes batalhando na frente, Red Bull e Williams em uma segunda briga atrás, e a Toro Rosso e Force India brigando pelas últimas posições no top 10.

No entanto, nos instantes finais, Nico Hulkenberg surpreendeu e se colocou entre os 10 melhores com a Renault, junto de Perez, da Force India, e Daniil Kvyat, da Toro Rosso. Isso quase tirou o companheiro de Massa, Lance Stroll, da classificação, mas o canadense ficou com o décimo tempo no Q2.

Com Giovinazzi já fora devido ao acidente, restavam quatro vagas entre os que seriam eliminados na segunda parte do treino: Carlos Sainz, da Toro Rosso, Kevin Magnussen, da Haas, Fernando Alonso, da McLaren, e Marcus Ericsson, da Sauber.

Os pilotos foram para a pista assim que o Q3 foi liberado. E Lewis Hamilton, logo de cara, anotou o tempo mais rápido do final de semana: 1min31s902. Dominante nas outras duas sessões, Sebastian Vettel iniciou o Q3 a 0s184 do piloto da Mercedes.

Enquanto Ferrari e Mercedes brigavam na frente, mais para trás Felipe Massa via sua provável sexta colocação –pela ausência de Verstappen- ser ameaçada pelo alemão Nico Hulkenberg, que anotara um tempo 0s08 mais rápido que o brasileiro na primeira volta.

A volta de Hulkenberg, porém, era o máximo a se fazer com o carro da Renault. Assim que anotou 1min33s580, o alemão recolheu para os boxes e deixou o monoposto, colocando fim a sua participação no treino classificatório. Com mais uma volta na manga, Massa conseguiu recuperar a sexta posição, com o tempo de 1min33s507.

Na última tentativa de todos, Hamilton foi para a pista antes de Vettel. Ao cruzar a linha de chegada, o inglês conseguiu um tempo mais rápido do que o seu anterior: 1min31s678. Na sequência, Vettel cruzou a linha, mas com uma marca que não foi suficiente para a pole (1min31s864).

Nas demais posições, nenhuma grande novidade: Bottas em terceiro, Raikkonen em quarto e Daniel Ricciardo em quinto. Sergio Perez, Daniil Kvyat e Lance Stroll largam na 8ª, 9ª e 10ª colocação, respectivamente.