Hamilton vai largar em último na prova classificatória para o GP do Brasil

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O piloto britânico Lewis Hamilton, da equipe Mercedes foi punido por irregularidade em seu carro e terá que largar em último lugar na prova classificação do Grande Prêmio do Brasil neste sábado, um duro golpe em sua luta pelo título de Fórmula 1.

"Lewis Hamilton foi desclasificado da sessão de qualificação de sexta-feira por uma infração técnica relacionada ao sistema DRS (um dos elementos da asa móvel do carro)", divulgaram os responsáveis da Fórmula Um através do Twitter.

O heptacampeão mundial deveria largar na primeira posição após dominar os treinos na sexta, mas os comissários encontraram irregularidades na asa traseira móvel (DRS) de seu carro, parte que reduz a força de arrasto para que o veículo ganhe mais velocidade.

Já o holandês Max Verstappen, da Red Bull, líder do mundial, vai largar em primeiro lugar na corrida classificatória deste sábado em São Paulo (17h00 de Brasília), enquanto ao seu lado estará o companheiro de equipe de Hamilton, o finlandês Valtteri Bottas.

Após horas de consulta e investigação, que começaram na sexta-feira, as autoridades da prova optaram por penalizar o britânico na corrida de classificação, que define as posições de largada para o Grande Prêmio de domingo.

A penalidade pode ser mortal para as aspirações de Hamilton, de 36 anos, de diminuir a distância de Verstappen, que está 19 pontos à frente com quatro corridas a serem disputadas.

Além de largar em último, o heptacampeão mundial terá que superar a penalidade de cinco posições no grid do GP de domingo, imposta por ter trocado de motor, ultrapassando a cota autorizada por temporada.

Verstappen, de 24 anos, em busca de seu primeiro título de F1, foi multado em cerca de 350 mil reais depois de tocar com a mão na asa traseira do carro de Hamilton no final do treino de sexta-feira, infringindo a regra do parque fechado .

"Esta tendência geral (entre os pilotos) foi considerada inofensiva e, portanto, não foi sujeita a sanções até agora", explicaram os comissários de corrida na decisão.

“No entanto, trata-se de uma violação dos regulamentos, que pode potencialmente causar danos significativos” aos automóveis, acrescentaram, embora considerem que “neste caso nenhum dano direto foi causado” ao carro da Mercedes.

A corrida de classificatória do GP do Brasil terá a duração de 24 voltas ou 30 minutos, e é a terceira e última desta temporada, depois da Grã-Bretanha em julho e da Itália em setembro.

Além de definir o grid de partida, essa prova pontos extras para os três primeiros classificados.

raa/ol/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos