Hamilton supera Vettel e é pole no GP da Austrália

JULIANNE CERASOLI

MELBOURNE, AUSTRÁLIA (UOL/FOLHAPRESS) - O inglês Lewis Hamilton vai largar na pole position do GP da Austrália, primeira corrida da temporada 2017 da Fórmula 1. O britânico cravou 1min22s188 e foi o mais rápido do treino de classificação neste sábado (25) em Melbourne.

O segundo mais rápido foi o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, que tirou a Mercedes de Valtteri Bottas da primeira fila - o finlandês vai largar em terceiro. Já o brasileiro Felipe Massa, da Williams, ficou na sétima colocação.

O Q3 chegou a ser paralisado por uma bandeira vermelha depois que Daniel Ricciardo perdeu o controle de sua Red Bull em uma curva, saiu da pista e bateu a traseira. O australiano não se machucou no acidente, mas a pista precisou de alguns minutos para reparos.

A classificação começou com problemas na McLaren. Depois de não ter tido os mesmos problemas de confiabilidade de prejudicaram a pré-temporada nos treinos livres, o time pediu que Stoffel Vandoorne abortasse sua primeira volta rápida devido a provas de fluxo de combustível.

Já Lance Stroll, que provocou uma correria na garagem da Williams para que seu carro fosse consertado depois de bater no final do último treino livre e ter de trocar o câmbio, conseguiu sair a tempo de fazer uma volta rápida.

O canadense, contudo, não conseguiu passar para a segunda fase da classificação, junto do próprio Vandoorne, Jolyon Palmer, da Renault, Kevin Magnussen, da Haas, e Antonio Giovinazzi, que fará sua estreia na F-1 pela Sauber como substituto de Pascal Wehrlein, que desistiu de participar da prova por não se sentir suficientemente preparado fisicamente.

Já Fernando Alonso conseguiu levar a McLaren tranquilamente ao Q2, com o 12º tempo, mas quando avisado pela equipe que estava a salvo, retrucou: "Ótimo, agora só precisamos de alguma chuva".

Na segunda parte da classificação, as Mercedes tomaram a ponta, com Bottas à frente de Hamilton, a Ferrari a menos de dois décimos e a Red Bull um pouco mais atrás. A única Williams ainda no treino, de Massa, mostrou ser a quarta força, enquanto a briga pelas últimas posições no top 10 ficou entre as Force India e as Toro Rosso, com Grosjean na Haas correndo por fora.

Alonso, por sua vez, reclamou de uma perda de potência do motor Honda e, mesmo voltando à pista e fazendo outra tentativa, não conseguiu passar da 13ª colocação, sendo eliminado junto de Esteban Ocon e Sergio Perez, da Force India, Marcus Ericsson da Sauber e Nico Hulkenberg, da Renault.

O GP da Austrália tem largada às 2h pelo horário de Brasília com transmissão pela Rede Globo.

Confira o grid de largada do GP da Austrália:

1 - Lewis Hamilton (ING) - Mercedes - 1min22s188

2 - Sebastian Vettel (ALE) - Ferrari - 1min22s456

3 - Valtteri Bottas (FIN) - Mercedes - 1min22s481

4 - Kimi Raikkonen (FIN) - Ferrari - 1min23s033

5 - Max Verstappen (HOL) - Red Bull - 1min23s485

6 - Romain Grosjean (FRA) - Haas - 1min24s074

7 - Felipe Massa (BRA) - Williams - 1min24s443

8 - Carlos Sainz (ESP) - Toro Rosso - 1min24s487

9 - Daniil Kvyat (RUS) - Toro Rosso - 1min24s512

10 - Daniel Ricciardo (AUS) - Red Bull - sem tempo

11 - Sergio Pérez (MEX) - Force India - 1min25s081

12 - Nico Hulkenberg (ALE) - Renault - 1min25s091

13 - Fernando Alonso (ESP) - McLaren - 1min25s425

14 - Esteban Ocon (FRA) - Force India - 1min25s568

15 - Marcus Ericsson (SUE) - Sauber - 1min26s465

16 - Antonio Giovinazzi (ITA) - Sauber - 1min26s419

17 - Kevin Magnussen (DIN) - Haas - 1min26s847

18 - Stoffel Vandoorne (BEL) - McLaren - 1min26s858

19 - Lance Stroll (CAN) - Williams - 1min27s143

20 - Jolyon Palmer (ING) - Renault - 1min28s244