Hamilton rebate ultimato da FIA por piercings: "Não vou tirar"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Desafiador, Lewis Hamilton se recusa a deixar de usar suas joias.
Desafiador, Lewis Hamilton se recusa a deixar de usar suas joias. Foto: (Chris Graythen/Getty Images)

Em pé de guerra contra a FIA por causa do uso ou não de joias, proibido pela organização da Fórmula 1, o piloto Lewis Hamilton protagonizou um novo episódio nesta quarta-feira, onde garantiu que não irá cumprir o ultimato imposto pela companhia: "Não vou cumprir. Tenho uma isenção e vou ter outras pelo resto do ano. Alianças de casamento são permitidas. Vou usar quatro relógios da próxima vez".

Motivada pelo novo diretor de provas da Fórmula 1, a regra que proíbe que pilotos da categoria utilizem joias, correntes, brincos ou piercings durante a realização das corridas foi relembrada na inauguração do Grande Prêmio de Miami do último fim de semana. Sete vezes campeão mundial, o piloto da Mercedes decidiu confrontá-los e apareceu na coletiva de imprensa antes da última corrida vestindo três relógios, oito anéis e diversas correntes no pescoço.

Leia também:

Surgida pela primeira vez no Grande Prêmio da Austrália, em abril deste ano, a regra se encontra no artigo 5 do regulamento, onde diz que: "o uso de joias na forma de piercings ou correntes de metal no pescoço é proibido durante a competição e, portanto, deve ser verificado antes da largada".

Brincando sobre o tema, Hamilton disse que colocou o máximo de joias que pôde: "Não consegui colocar mais joias que isso hoje. Nem tenho muito mais a acrescentar do que eu já disse da última vez, isso é quase um passo para trás, se você pensar nos avanços que fazemos como esporte, nas questões e causas mais importantes em que precisamos nos concentrar e realmente fazer pressão por elas".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos