Hamilton promete "ataque máximo" largando em 11º lugar na Turquia

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

ISTAMBUL (Reuters) - O líder do Mundial de Pilotos da Fórmula 1, Lewis Hamilton, prometeu "ataque máximo" no Grande Prêmio da Turquia no próximo domingo e não descartaria vencer largando do 11º lugar.

O piloto da Mercedes foi o mais rápido no treino de classificação no Istambul Park, mas uma penalidade de dez posições por exceder o limite de troca de motores desta temporada, uma decisão estratégica, deixou o britânico com várias ultrapassagens pela frente na corrida.

Hamilton venceu na Turquia no ano passado, em condições molhadas e escorregadias, após largar em sexto lugar.

Ele também se destacou em seus dias pré-Fórmula 1, quando saiu de 19º lugar para segundo em uma corrida da GP2, no seco, em 2006.

Desta vez, ele corre o risco de perder a liderança do campeonato, a menos que termine à frente de Max Verstappen, da Red Bull, dois pontos atrás a sete corridas do fim e na primeira fila do grid de largada ao lado de Valtteri Bottas, da Mercedes, na pole position.

"Eu já era terceiro na primeira volta ano passado. Isso fez um pouco de diferença", disse Hamilton, agora em busca do oitavo título, o que seria um recorde.

Hamilton tem três outros pilotos da Red Bull à sua frente no grid, com o companheiro de Verstappen, o mexicano Sergio Pérez, na terceira fila. Pierre Gasly e Yuki Tsunoda, da equipe irmã da Red Bull, AlphaTauri, largam em quarto e nono.

Lando Norris, da McLaren, sai em sétimo lugar e disse que espera ficar à frente de Hamilton por apenas algumas voltas.

(Reportagem de Alan Baldwin em Londres)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos