Hamilton mira cargo na Mercedes após aposentadoria: "Não me vejo em outro lugar"

Redação GP

O contrato de Lewis Hamilton com a Mercedes acaba no fim de 2020, mas o hexacampeão mundial não pretende respirar novos ares.

Na equipe desde 2013, Hamilton afirmou que a mudança de regulamento de 2021 será fundamental na sua permanência na equipe. Em sua visão, é um novo desafio para manter a Mercedes no topo e seguir vencendo

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Nada está definido”, disse Lewis. “Mas definitivamente estou gostando do que faço agora e não vejo motivo para parar, porque amo o que faço. Quando existe um desafio, com uma grande mudança de regulamento, é um grande desafio para mim como piloto. Usar minhas habilidades e coisas que aprendi ao longo dos anos para conduzir o time na direção correta e desenvolver o carro mais rápido", declarou o hexacampeão.

Lewis Hamilton (Foto: Mercedes)


Além de não mirar uma saída da equipe, Hamilton também afirmou o desejo de seguir na Mercedes fora das pistas, especialmente com o vínculo com a montadora Daimler.

"Eu não me vejo indo para outro lugar. Amo estar na Mercedes, ser parte da marca e da história. A ideia é de continuar com a Mercedes. Estou com eles desde os meus 13 anos, e quero ir além da F1. Estar envolvido com a Daimler é atrativo. Vamos ver como acontece", finalizou.


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo


O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.


Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.







Leia também