IAAF autoriza sete atletas russos a competir como "neutros"

Madri, 11 abr (EFE).- A Federação Internacional de Atletismo (IAAF) confirmou nesta terça-feira que aceitou o pedido de sete atletas russos para competir sob bandeira neutra em provas internacionais, enquanto for mantida a suspensão da Federação Russa do esporte.

Illia Mudrov e Olga Mullina, do salto com vara, Daniil Tsyplakov e Mariya Kuchina, do salto em altura, Sergey Shirobokov e Yana Smerdova, da marcha atlética, e o barreirista Sergey Shubenkov são os atletas que solicitaram esta opção de acordo com Regra 22.1A (b) de competição da própria IAAF.

Em um comunicado, a federação explicou que neste ano aceitou dez pedidos neste sentido e rejeitou 17, e que a participação destes últimos sete atletas como "neutros" ainda está sujeita às formalidades de elegibilidade de sua própria norma e à aceitação dos organizadores de competições.

O presidente da IAAF, o inglês Sebastian Coe, agradeceu a dedicação do Conselho de Revisão de Doping, que resolve este tipo de caso, já que "não pode haver limitações de tempo em um processo que foi estabelecido para resguardar os direitos e as aspirações dos atletas limpos de todo o mundo para restabelecer a confiança na competição".

A IAAF também esclareceu que desde a publicação no início deste ano da Regra 22.1A (b) - que define as condições para solicitar o direito de competir como "neutro" - recebeu mais de cem pedidos de atletas russos, 38 deles respaldados pela federação de atletismo da Rússia. Algumas ainda estão em trâmite no Conselho de Revisão de Doping.

Anteriormente, cinco atletas russos - três em 2017 e dois em 2016 - foram declarados livres para competir sob bandeira neutra: Yuliya Stepanova (800m/1500m) e Darya Klishina (salto em distância) em julho de 2016, além de Anzhelika Sidorova (salto com vara), Kristina Sivkova (velocista) e Aleksiy Sokirskiy (lançamento de martelo), em fevereiro. EFE