Hamilton lamenta um ano da morte de George Floyd: 'Tiraram a vida de um homem por conta de sua cor'

·1 minuto de leitura

A morte de George Floyd completa um ano nesta terça-feira. Durante ação policial em Mineápolis, Estados Unidos, o norte-americano foi vítima da violência contra a população negra no país. Diante do cenário, o engajado piloto da Fórmula 1, Lewis Hamilton, publicou um desabafo em suas redes sociais lamentando o aniversário de falecimento de George Floyd.

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

No texto, Hamilton questiona os deveres da justiça, cita a dor dos familiares de Floyd e aponta a questão racial como preponderante para sua morte.

Leia também:

- O que justiça significa para uma filha que perdeu o pai? Para uma mulher que perdeu seu marido? Por um homem que perdeu seu irmão? O que significa justiça quando a vida de um homem é roubada por causa de nada mais do que a cor de sua pele? - disse Hamilton.

- George não deveria morrer naquele dia. Um ano depois, o impacto de sua vida e seu final injusto permanecem conosco. Hoje, lamentaremos George e manteremos seus entes queridos em nossas orações. Mas como podemos conseguir justiça real para ele e as muitas vidas roubadas antes e depois da sua? - completou.

Em seguida, o piloto clama por igualdade.

- Nós nunca esquecemos. Continuamos nosso trabalho. Acreditamos em um mundo onde crianças como a de George não precisam se preocupar se o pai vai voltar para casa à noite. Onde todo negro pode andar na rua com a crença de que este mundo foi feito para ele. Trabalhamos para construir um mundo igual para George, seus filhos e todas as outras vítimas do racismo. Descanse em paz, George Floyd. Seu tempo aqui foi muito curto. Seu legado durará para sempre - concluiu.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos