Hamilton iguala pódios de Prost, mas mira recorde de ídolo Senna

JULIANNE CERASOLI

XANGAI, CHINA (UOL/FOLHAPRESS) - Lewis Hamilton caminha a passos fortes para se tornar, pelo menos nas estatísticas, o segundo melhor piloto da história da categoria. E neste domingo em Xangai o inglês mais uma vez alcançou um número significativo, empatando com Alain Prost no posto de segundo piloto com mais pódios na Fórmula 1.

Com a vitória no GP da China, Hamilton agora soma 106 pódios em 190 largadas, enquanto Prost tem o mesmo número, mas em 199 largadas.

Mas não é exatamente nos números de Prost que Hamilton está mirando. O inglês está a duas poles positions de igualar as 65 de seu ídolo Ayrton Senna, número considerado imbatível na época e o último a ter sido alcançado por Michael Schumacher, que chegou lá apenas na última temporada antes da primeira aposentadoria, em 2006, depois de já ter conquistado os sete títulos e de ter dobrado o número de vitórias conquistadas pelo brasileiro.

"Subconscientemente, estou me aproximando dos números do Senna e fico com isso no meu coração", disse Hamilton, ouvido pelo UOL Esporte em Xangai.

"Houve alguns momentos nesta corrida em que eu fiquei pensando 'eu sei de onde eu vim, vim do nada' e daí comecei a pensar 'como meu pai podia saber que eu conseguiria pilotar tão bem?' É uma loucura."

O inglês conquistou ainda, nesta segunda etapa do campeonato de 2017, seu terceiro grand slam da carreira, ou seja: fez a pole, volta mais rápida e venceu liderando todas as provas.

"Foi um final de semana fantástico e tenho muito a agradecer à equipe por todo o esforço que eles têm feito para nos colocar nesta situação. Sinto que sou apenas uma ligação dentro de toda a cadeia e, quando você pensa sobre isso, há milhares de pessoas envolvidas para que eu esteja onde estou", afirmou.

Além dos pódios, Hamilton já é o segundo maior recordista da história em vitórias, com 54. E também é o segundo que mais voltas liderou na carreira, com 3.062. Outra marca importante do piloto da Mercedes é ter vencido pelo menos uma corrida em cada uma das 11 temporadas que disputou.

O piloto terá mais uma chance de encostar nas 65 poles de Senna já no próximo final de semana, no GP do Bahrein. Com a vitória na China, Hamilton empatou com Sebastian Vettel, da Ferrari, na liderança do campeonato.