Hamilton encerra jejum de 10 GPs e fecha 2019 na pole em Abu Dhabi

FERNANDO SILVA

É de Lewis Hamilton a última pole-position da temporada 2019 da F1. O hexacampeão ficou nada menos que 10 GPs sem largar na posição de honra, desde o GP da Alemanha, em julho, mas quebrou o jejum na noite deste sábado (30) em Abu Dhabi. Em grande estilo, o britânico não deu chances aos adversários ao marcar a quinta pole em Yas Marina e a 88ª da carreira na F1, ampliando ainda mais seu recorde. Com direito a nova melhor marca do circuito, Hamilton cravou 1min34s779. Max Verstappen, com a punição imposta a Valtteri Bottas, dono da segunda marca neste sábado, vai dividir com Lewis a última primeira fila do ano.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A dupla da Ferrari protagonizou outra polêmica na temporada. Na volta de saída para sua última tentativa no Q3, Sebastian Vettel partiu à frente de Charles Leclerc, mas ficou lento antes de abrir o cronômetro. O alemão ainda conseguiu fazer sua volta, mas Leclerc passou depois da bandeira quadriculada, ficando sem chance de melhorar o tempo. No fim das contas, os dois vão largar na segunda fila, com o tetracampeão em terceiro e Leclerc, quarto. Alexander Albon foi o sexto da classificação e herdou o quinto posto, partindo lado a lado com Lando Norris.

Daniel Ricciardo vai largar ao lado de Carlos Sainz na quarta fila, enquanto Nico Hülkenberg e Sergio Pérez vão fechar o top-10 do último grid da F1 em 2019.

Lewis Hamilton marcou a última pole do ano na F1 (Foto: Mercedes)

A largada do GP de Abu Dhabi acontece neste domingo às 10h10 (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Saiba como foi o treino classificatório do GP de Abu Dhabi de F1

Q1: Hamilton impressiona e Grosjean é eliminado

Alexander Albon abriu a tabela de tempos no Q1 com 1min37s699. A marca do anglo-tailandês foi facilmente batida pelos seus concorrentes diretos. Em seguida, Max Verstappen registrou 1min36s390, enquanto Charles Leclerc, depois de marcar a então melhor parcial nos dois primeiros setores, novamente perdeu tempo no trecho final para ficar em segundo, 0s090 atrás do holandês.

Pouco antes de Hamilton subir para a ponta com 1min36s231, Sebastian Vettel cometeu um erro na entrada da reta dos boxes antes de abrir a volta e rodou, levando a direção de prova a acionar bandeira amarela no local. O tetracampeão, no entanto, não chegou a bater, se recuperou e voltou para a pista.

Punido por conta da troca de motor, Valtteri Bottas iniciou o fim de semana sabendo que largaria no fim do grid. Mas começou bem o Q1 ao se posicionar em terceiro, atrás de Hamilton e Verstappen. E Vettel, quando finalmente conseguiu encaixar uma volta com os pneus macios, ficou atrás até de Leclerc, na quinta posição.

De 'melhor do resto' na sexta-feira, Romain Grosjean caiu no Q1 neste sábado (Foto: Haas)

Hamilton mostrou que estava mesmo disposto a quebrar o longo jejum sem poles ao anotar o então melhor tempo do fim de semana: 1min35s851. Enquanto o hexacampeão vivia uma grande jornada, Romain Grosjean mostrou novamente a faceta do azar. Durante sua passagem pelo pit-lane, o franco-suíço quase foi acertado pela Toro Rosso de Daniil Kvyat, com a equipe italiana liberando o russo em condições inseguras.

Grosjean e Kevin Magnussen estavam na 'zona da degola'. Só o dinamarquês conseguiu escapar. Além do franco-suíço, foram eliminados Antonio Giovinazzi, Kimi Räikkönen, George Russell e Robert Kubica. Lá na frente, Albon impressionou ao se colocar em segundo já com o cronômetro zerado.

Q2: Ferrari mostra força no fim com Leclerc

Hamilton, Albon e Verstappen abriram o Q2 com pneus médios, já visando uma estratégia diferente para a corrida, com expectativa de apenas uma parada, enquanto Leclerc e Vettel partiram com compostos macios novos. Magnussen também foi à pista com os médios para abrir sua jornada na segunda parte do treino.

Na sua primeira volta no Q2, Hamilton marcou 1min35s634, outra ótima volta do hexacampeão, que assumiu a liderança. Mesmo com pneus macios, Leclerc e Vettel não conseguiram superar Hamilton. Os dois mantiveram a tendência da Ferrari de andar forte nos dois primeiros setores, mas com piora no trecho final. Verstappen, por sua vez, vinha em quarto.

Carlos Sainz passou para o Q3 com a McLaren (Foto: McLaren)

Último dentre os primeiros a fazer sua volta rápida, Bottas virou 1min35s664, somente 0s040 mais lento que Hamilton, e subiu para segundo. Até que Leclerc, em uma simulação para o Q3, marcou 1min35s543 com pneus médios e subiu para primeiro, deixando Hamilton e Bottas para trás. Vettel, Verstappen, Carlos Sainz, Albon, Lando Norris, Daniel Ricciardo e Nico Hülkenberg foram para a última fase final de classificação do ano, enquanto Sergio Pérez, Pierre Gasly, Lance Stroll, Kvyat e Magnussen foram eliminados.

Q3: Hamilton quebra jejum e crava pole em Abu Dhabi

A batalha pela última pole do ano começou logo com os primeiros carros na pista. E foi Hamilton o primeiro entre os líderes a abrir o cronômetro no Q3. O hexacampeão marcou 1min34s828, enquanto Bottas virou 0s360 mais lento. Leclerc e Vettel passaram logo atrás, mas ficaram longe do tempo de Hamilton. Quem mais se aproximou entre os líderes foi Verstappen, que subiu para segundo com déficit de 0s311.

Ainda houve tempo para mais uma tentativa. Hamilton era o nome a ser batido e despontava como grande favorito, mas ainda assim o piloto deixou os boxes com um novo jogo de pneus macios para garantir a pole em Yas Marina, assim como seus adversários diretos: Verstappen, Vettel e Leclerc.

Na sua volta de saída, Hamilton pegou o tráfego da McLaren de Sainz, mas abriu o cronômetro com a pista limpa. Em contrapartida, a Leclerc sequer conseguiu abrir sua volta por ter passado depois da bandeira quadriculada. No fim das contas, Lewis brilhou mais uma vez ao passar em 1min34s779, novo recorde da pista e pole-position em Abu Dhabi.

F1 2019, GP de Abu Dhabi, Yas Marina, grid de largada:

1

L HAMILTON

Mercedes

 

1:34.779

 

 


2

M VERSTAPPEN

Red Bull Honda

 

1:35.139

+0.360

 


3

C LECLERC

Ferrari

 

1:35.219

+0.440

 


4

S VETTEL

Ferrari

 

1:35.339

+0.560

 


5

A ALBON

Red Bull Honda

 

1:35.682

+0.903

 


6

L NORRIS

McLaren Renault

 

1:36.436

+1.657

 


7

D RICCIARDO

Renault

 

1:36.456

+1.677

 


8

C SAINZ JR

McLaren Renault

 

1:36.459

+1.680

 


9

N HÜLKENBERG

Renault

 

1:36.710

+1.931

 


10

S PÉREZ

Racing Point Mercedes

 

1:37.055

+2.276

 


11

P GASLY

Toro Rosso Honda

 

1:37.089

+2.310

 


12

L STROLL

Racing Point Mercedes

 

1:37.103

+2.324

 


13

D KVYAT

Toro Rosso Honda

 

1:37.141

+2.362

 


14

K MAGNUSSEN

Haas Ferrari

 

1:37.254

+2.475

 


15

R GROSJEAN

Haas Ferrari

 

1:38.051

+3.272

 


16

A GIOVINAZZI

Alfa Romeo Ferrari

 

1:38.114

+3.335

 


17

K RÄIKKÖNEN

Alfa Romeo Ferrari

 

1:38.383

+3.604

 


18

G RUSSELL

Williams Mercedes

 

1:38.717

+3.938

 


19

R KUBICA

Williams Mercedes

 

1:39.236

+4.457

 


20

V BOTTAS

Mercedes

P

1:34.973

+0.194

 


 

 

Tempo 107% Q1

 

1:42.561

+6.710

 


 

 

 

 

 

 

 


REC

L HAMILTON

Mercedes

 

1:34.779

30/11/2019

 


MV

S VETTEL

Red Bull Renault

 

1:40.279

01/11/2009

 






Paddockast # 44

RETROSPECTIVA 2019: MUITO QUE BEM, MUITO QUE MAL


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM




Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo


O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.


Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.








Leia também