Hamilton aproveita safety car virtual e vence GP da F1 em Ímola; Mercedes é hepta de construtores

Redação Motorsport.com
·2 minuto de leitura

Após estender seu primeiro stint e aproveitar um safety car virtual, Lewis Hamilton foi o grande vitorioso no GP da Emilia Romagna de Fórmula 1, na volta da categoria ao circuito italiano de Ímola depois de 14 anos.

O editor recomenda:

Ferrari dá prazo para promover seus jovens talentos à F1; entenda F1: Ministro da Mongólia repudia comentários "racistas" de Verstappen Wolff procura substituto para cargo como chefe da Mercedes na F1 F1: Pérez ficaria surpreso se recebesse ordem para ser número dois na Red Bull F1: Renault se junta à Ferrari e também se coloca contra congelamento dos motores em 2022

O piloto britânico da Mercedes superou o companheiro finlandês Valtteri Bottas. Já o holandês Max Verstappen terminaria em segundo com a Red Bull, mas teve pneu furado a cerca de 10 voltas do fim e abandonou. Veja o top-10:

A corrida

Na largada, Bottas saltou bem e manteve a ponta, enquanto Verstappen passou Hamilton para conquistar o segundo lugar. Atrás, o australiano Daniel Ricciardo, da Renault, foi para quarto ao ultrapassar o francês Pierre Gasly, da AlphaTauri.

Já o monegasco Charles Leclerc, da Ferrari, superou o tailandês Alex Albon, da Red Bull, pelo sexto posto. Logo após, Gasly abandonou. Na sequência, Leclerc fez seu pit stop e abriu a rodada de paradas em Ímola, sendo 'seguido' por Ricciardo e Albon.

Antes da 20ª volta de um total de 63, Verstappen parou e trocou os pneus médios pelos duros. Depois, foi a vez de Bottas fazer a mesma troca de compostos. Ele voltou à frente de Verstappen, em segundo. Hamilton assumiu a liderança e seguiu na pista.

No 30º giro, o francês Esteban Ocon abandonou com a Renault, ocasionando safety car virtual. Foi a deixa para o pit stop de Hamilton, que também colocou os compostos duros. Grande 'lucro' para o hexacampeão, que se beneficiou das circunstâncias para consolidar a ponta.

Na volta 43, Bottas deu uma 'escapada' e perdeu a vice-liderança para Verstappen. No 52º giro, porém, o holandês teve furo de pneu e abandonou. Com isso, o safety car foi à pista e a dupla da Mercedes colocou pneus macios.

Durante o período com o carro de segurança, George Russell errou sozinho com a Williams e bateu. O jovem piloto britânico admitiu a própria culpa e pediu desculpas à equipe via rádio após o acidente.

Na relargada, Hamilton se manteve à frente de Bottas e venceu. O triunfo do piloto britânico também coroa o título de construtores da Mercedes, heptacampeã consecutiva da categoria. Ricciardo completou o pódio. Já Albon rodou antes do fim e perdeu pontos importantes.

Voltamos em instantes com a tabela de classificação completa.