Haas confirma que contará com Mazepin na F1 em 2021

·1 minuto de leitura
Carro da equipe Haas no GP do Bahrein

A equipe americana Haas confirmou nesta quarta-feira que manterá como piloto na temporada 2021 da Fórmula 1 o russo Nikita Mazepin, criticado por agir de forma inadequada em um vídeo.

“Este caso foi tratado internamente e nenhum comentário adicional será feito”, divulgou a Haas, que ficou em penúltimo no Mundial de Construtores de 2020.

A contratação do russo, que estava na Fórmula 2, foi anunciada em 1º de dezembro, e ele será companheiro de equipe do alemão Mick Schumacher, filho de Michael Schumacher.

Logo após o anúncio da contratação de Mazepin pela Haas, foi divulgado um vídeo no Instagram em que o piloto de 21 anos surgia tentando tocar os seios de uma jovem, que parecia não consentir.

O russo, quinto no campeonato de F2, pediu desculpas por seu "comportamento inadequado".

"Eu tenho que me manter em um alto padrão como piloto de Fórmula 1 e reconheço que decepcionei a mim próprio e muitas pessoas. Prometo que vou aprender com isso", afirmou o piloto.

Mazepin não tem uma boa reputação devido ao seu comportamento muito agressivo na pista. Em 2016 agrediu um rival na F3 europeia, o que lhe valeu uma corrida de suspensão.

O jovem piloto é filho do empresário Dimitry Mazepin, dono da fábrica de fertilizantes minerais Uralchem, e é patrocinado pela empresa russa Uralkali, especializada na produção e comercialização de potássio,na qual seu pai é diretor.

dga/chc/gh/lca