Há um ano: Palmeiras lembra 4 a 0 no Santos no 'Porcoembu'; reveja gols


"Um ano atrás, em pleno Porcoembu…" A publicação do Palmeiras no Twitter, com essa mensagem, lembrou uma das grandes atuações da equipe no ano passado. Em 18 de maio de 2019, o time dominou amplamente o Santos do técnico argentino Jorge Sampaoli e venceu por 4 a 0, no Pacaembu, e os gols foram relembrados em vídeo que o clube colocou nas redes sociais.

Ainda sob o comando de Luiz Felipe Scolari, o Verdão já ganhava por 2 a 0 com 18 minutos de jogo, com gols de Gustavo Gómez e Deyverson. Raphael Veiga e Hyoran completaram o placar no segundo tempo, em vitória que deixou a equipe isolada na liderança do Campeonato Brasileiro e que só não foi maior porque a trave e o goleiro Vanderlei atrapalharam o Palmeiras, que mandou o clássico no estádio municipal porque o Allianz Parque recebia evento.

Veja post do Palmeiras no Twitter com vídeo dos gols de 18 de maio de 2019:

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Confira a ficha técnica do clássico disputado há exatamente um ano:

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 4 X 0 SANTOS

Estádio:


Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 18/5/2019 - 19h (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (SC) - Nota LANCE!: 6,5 (conduziu bem o jogo, não influenciando no resultado)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil (SC) e Helton Nunes (SC)
Árbitro de vídeo: Braulio da Silva Machado (SC)
Renda/público: R$ 987.830,00/30.058 pagantes
Cartões amarelos: Dudu, Felipe Melo (PAL) e Derlis González, Gustavo Henrique, Alison (SAN)
Cartão vermelho: -

GOLS: Gustavo Gómez 5'/1ºT (1-0), Deyverson 18'/1ºT (2-0), Raphael Veiga 6'/2ºT (3-0) e Hyoran 42'/2ºT (4-0)

PALMEIRAS: Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diego Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique (Thiago Santos 45'/2ºT), Dudu, Raphael Veiga (Moisés 31'/2ºT) e Zé Rafael (Hyoran 35'/2ºT); Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

SANTOS: Vanderlei, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique, Felipe Aguilar (Victor Ferraz 29'/2ºT) e Felipe Jonatan (Cueva 8'/2ºT); Diego Pituca, Alison e Jean Lucas (Jean Mota intervalo); Carlos Sánchez, Soteldo e Derlis González. Técnico: Jorge Sampaoli.
















Leia também