Há dez anos, Santos perdia para o Barcelona e ficava com o vice-campeonato Mundial de Clubes

·5 min de leitura


Um dos melhores Santos da década contra, talvez, o melhor Barcelona da história, ao menos o melhor da Era de Ouro comandada pelo técnico Pep Guardiola. No dia 18 de dezembro de 2011, o Peixe de Neymar perdia para o Barcelona de Messi por 4 a 0 e ficava com o vice-campeonato Mundial de Clubes.

Dez anos após o confronto, o LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE lembra algumas curiosidades do confronto. Confira abaixo.

"Vamos ver se o Barcelona é tudo isso"

Virou meme. Após a vitória por 2 a 1 diante do Penarol, no Pacaembu, e a conquista do título da Copa Libertadores de 2011, o lateral-esquerdo Léo falou sobre o então possível confronto contra a equipe espanhola na decisão do Mundial de Clubes.

"Vamos ver se o Barcelona é tudo isso mesmo";

O Santos não conseguiu jogar e foi goleado pelo time espanhol. Anos mais tarde, em entrevista ao programa No Ar com Andre Henning, do Esporte Interativo, Léo lembrou da frase e disse não se arrepender do que disse.

"O Barcelona era tudo isso mesmo, muito mais do que aquilo que eu falei. Eu tenho orgulho de falar que eu perdi para o maior Barcelona da história. O Santos fez tudo o que podia ser feito, mas pegou o melhor Barcelona de todos os tempos. Não tinha como ganhar", afirmou Léo.

Golaço de Neymar na semifinal

Para chegar ao confronto contra o Barcelona, o Santos venceu o Kashiwa Reysol, do Japão, por 3 a 1 na semifinal. Os gols foram marcados por Neymar, Borges e Danilo. Os três gols foram marcados em chutes de fora da área, sendo que o do craque santista foi um golaço. Ele deixou um zagueiro no chão e acertou no ângulo do goleiro do Kashiwa.

O lateral-direito Sakai, que teve passagem pelo Mogi Mirim, fez o gol do time japonês. Depois do Mundial, ele chegou a ser cotado no Santos, mas se transferiu para a Alemanha (Hannover) e depois jogou também no Olympique Marselha.

Muricy adota três zagueiros para a decisão

No jogo contra o Kashiwa, o técnico Muricy Ramalho utilizou uma linha de quatro na defesa com Durval atuando pelo lado esquerdo. Ele, inclusive, dá o passe para o atacante Borges na jogada do segundo gol.

Para a decisão, Muricy decidiu mudar esquema. O treinador tirou Elano da equipe titular para a entrada do lateral-esquerdo Léo. O Santos jogou no esquema 3-5-2 para a decisão. A tática não funcionou.

"Que azar que eu dei, justo naquele dia! A gente tem que ver a realidade. Nós sabíamos que era muito difícil. Não estávamos enfrentando um time. Estava enfrentando uma seleção mundial. O Barcelona era brincadeira, tinha um baita treinador. Nosso time era jovem, o Neymar tinha 19 anos. Até para entrar em campo só faltou os nosso jogadores tirarem foto do Barcelona, só ficavam olhando os caras", lembrou Muricy, em entrevista ao blog do comentarista Caio Ribeiro.

Neymar jogou o Mundial acertado com o Barcelona

Neymar foi negociado pelo Santos com o Barcelona em 2013 em uma negociação bastante polêmica, que foi investigada pela Justiça Espanhola. Durante o processo, a Justiça descobriu que Neymar já tinha assinado um acordo com o Barcelona em 15 de novembro de 2011, pouco mais de um mês antes do confronto na decisão do Mundial de Clubes.

De acordo com a Justiça Espanhola, no dia 6 de dezembro de 2011, a empresa N&N (dos pais do jogador) recebeu um adiantamento de 10 milhões de Euros do Barcelona. Pelo acordo firmado, Neymar teria de devolver o valor caso optasse por defender outro clube.

Melhor Barcelona de Guardiola e Neymar Rei do Santos

Em 2021, antes do duelo entre PSG e Manchester City pela Liga dos Campeões, o técnico Pep Guardiola foi perguntado sobre Neymar e lembrou da preparação do Barcelona para o confronto contra o Santos pelo Mundial de Clubes.

"Antes da partida (final do Mundial de Clubes de 2011), lembro de mostrar 10 ou 15 vídeos de Neymar pelo Santos e falar: 'esse é o Rei de Santos.' E todos eles ficaram boquiabertos, impressionados", afirmou o técnico.

Autor dos livros sobre Guardiola, o jornalista Martí Perarnau declarou, em entrevista ao jornal Marca, da Espanha, que o técnico considera a decisão do Mundial de Clubes como o melhor jogo do Barcelona sob o seu comando.

"Conversamos pouco sobre o clube Barcelona, mas falamos bastante sobre o futebol que o time jogava. Discutimos sobre qual foi seu melhor jogo. Para Pep foi a final do Mundial de Clubes contra o Santos. Ele disse: ‘Esse dia foi meu topo’. Ali ele atingiu um pico de jogo e creio que ali começou o processo de sua saída do time", afirmou Perarnau.

FICHA TÉCNICA: BARCELONA 4 X 0 SANTOS

Data e hora: 18 de dezembro de 2011, às 8h30min (de Brasília)
Local: Estádio Internacional de Yokohama, em Yokohama, Japão.
Árbitro: Ravshan Irmatov (Uzbequistão)
Assistentes: Abdukhamidullo Rasulov (Uzbequistão) e Bakhadyr Kochkarov (Kyrgyzstan)

Gols: Messi aos 16min, Xavi aos 23min e Fábregas aos 45min do primeiro tempo; Messi aos 37min do segundo tempo.
Cartões amarelos: Ganso e Edu Dracena (SAN); Piqué e Mascherano (BAR)

Santos: Rafael; Bruno Rodrigo, Edu Dracena e Durval; Danilo (Elano), Henrique, Arouca, Ganso (Ibson) e Léo; Neymar e Borges (Alan Kardec). Técnico: Muricy Ramalho.
Barcelona: Valdés; Daniel Alves, Puyol (Fontàs), Piqué (Mascherano) e Abidal; Busquets, Thiago, Xavi (Pedro), Iniesta e Fábregas; Messi. Técnico: Pep Guardiola.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos