Há 115 anos nascia Jaguaré, primeiro goleiro a ser ídolo no Vasco


Há exatos 115 anos, nascia no Rio de Janeiro Jaguaré, o primeiro goleiro a ser tornar ídolo no Vasco da Gama. Até o surgimento de Barbosa, foi ele o quem ocupou o posto de melhor camisa 1 do Cruz-Maltino. Pouco lembrado no Brasil, é nome conhecido em Marselha, onde atuou pelo Olympique.

O ex-goleiro trabalhava como estivador no cais do porto do Rio até ser descoberto por Espanhol, então zagueiro vascaíno, em uma pelada no bairro da Saúde. Foi convidado para treinar em São Januário e estreou pelo clube em 1928. No mesmo ano, tornou-se titular da Seleção Brasileira, desbancando o flamenguista Amado.

Apelidado de “Dengoso”, era conhecido por um estilo desleixado e irreverente e esteve no Vasco de 1928 a 1931 e depois, em 1933. Em 1931, depois de uma excursão do Cruz-Maltino a Portugal e Espanha, foi contratado pelo Barcelona. Ficou na Catalunha apenas cinco meses.

No retorno ao Brasil, foi um dos primeiros jogadores da posição no país a treinar usando luvas, uma novidade na época .Gostava de rodar a bola, a quem chamava de "bichinha" em seu dedo indicador depois de defendê-la. Levantava a torcida em São Januário quando realizava uma defesa, e logo após jogava, de surpresa, a bola contra a cabeça do atacante adversário e a agarrava novamente.

.Em 1934, passou a defender o Corinthians, onde ficou até 1936, quando embarcou para a França para uma passagem vitoriosa pelo Olympique. De volta ao Brasil, desenvolveu uma dependência em álcool e morreu em 27 de outubro de 1940, no Hospital Franco da Rocha, o antigo centro psiquiátrico conhecido como Juqueri, em São Paulo.









Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também