Gustavo Gómez pertence ao Palmeiras ou só está emprestado pelo Milan?

Stats Perform News

Principal homem da defesa alviverde, Gustavo Gómez vem desfalcando o time desde a retomada do futebol paulista. A ausência é explicada pelo término do prazo para a inscrição de novos vínculos na primeira fase do estadual, que tinha seu limite até o último dia 20 de julho.

O jogador paraguaio ainda não havia assinado o seu novo contrato por achar que merece uma valorização em seus vencimentos, contrariando a expectativa alviverde na época – que estava otimista para resolver de vez a situação de um dos principais defensores de seu elenco. Apesar de toda esta polêmica, entretanto, o Palmeiras manteve a confiança de que não corria grandes riscos de perder Gustavo Gómez, segundo matéria no blog do jornalista Danilo Lavieri, no UOL. E a motivação para isso estava no confuso contrato que possuía com o atleta até 2024.

Empréstimos junto ao Milan

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
Gustavo Gomez Milan
Gustavo Gomez Milan
(Foto: Getty Images)

Ora, mas se Gustavo Gómez tem vínculo até 2024 com o Palmeiras por que teria que renovar o acordo? A explicação é confusa, mas passo a passo é possível entender.

Gustavo chegou ao Palmeiras em 2018, emprestado pelo Milan. A opção por não contratar o defensor em definitivo aconteceu por respeito às regras do fair play financeiro. Desta forma, o Alviverde trouxe o paraguaio através de empréstimos sucessivos junto ao clube italiano, mas com pagamento parcelado que definia a compra dos direitos do atleta de forma definitiva. Ao mesmo tempo, Gustavo assinou na época um contrato de trabalho até junho de 2024 com o Palmeiras, buscando dar segurança jurídica aos envolvidos – ainda de acordo com o blog do UOL.

Emprestado ou não?

Gustavo Gomez Corinthians Palmeiras Brasileirão Série A 04082019
Gustavo Gomez Corinthians Palmeiras Brasileirão Série A 04082019
(Foto: Getty Images)

A conclusão sob o ponto de vista legal é que Gustavo Gómez tem, de fato, seus direitos atrelados ao Palmeiras, que inclusive utiliza para se defender o que aconteceu com o atacante Rony – que optou por não cumprir um acordo que tinha com o Albirex Niigata, do Japão, e foi para o Athletico-PR antes de chegar ao Palmeiras. Como os japoneses tiveram vitória parcial em recurso junto à FIFA, Rony chegou a ser impedido de jogar profissionalmente por quatro meses - até o Palmeiras conseguir um efeito suspensivo da pena.

Por que o problema contratual, então?

Se o Palmeiras está seguro de que Gustavo Gómez é seu jogador até 2024, então por que toda esta situação? Acontece que, como o contrato anterior era de empréstimo seguido por compra em definitivo, o clube paulista fez um “documento acessório” para registrar o zagueiro tanto na CBF quanto na FPF (federação paulista).

Aconteceu da seguinte forma: o primeiro vínculo foi pelo prazo de um ano e, depois, por outro. Agora, contudo, o contrato definitivo precisa ser assinado... e é justamente aí que estava a recusa do paraguaio. Segundo matéria publicada no GE.com, nesta terça (28), o zagueiro enfim chegou a um acordo e vai assinar o novo vínculo... colocando um fim a toda esta polêmica.

 

Leia também