Gustavo Almeida busca primeiro ponto na ATP com convite para o ATP Challenger 80 do Rio

Luiz Candido / Luz Press


Depois de indicar o primeiro wild card (convite) para o tenista juvenil João Fonseca, de 16 anos, a Confederação Brasileira de Tênis (CBT) anunciou, nesta quinta-feira, o convite para mais um juvenil, o paranaense Gustavo Almeida, também de 16 anos, que como Fonseca terá a oportunidade de buscar seu primeiro ponto no ranking mundial ao jogar a chave principal do ATP Challenger 80 do Rio de Janeiro, que será disputada entre os dias 9 e 16 deste mês, nas quadras de saibro da Rio Tennis Academy.

"Nossa gestão sempre preconizou pela busca de oportunidades aos jovens talentos brasileiros, por meio do programa de desenvolvimento da CBT, em ambos os gêneros. Desde o ano passado, a CBT vem executando torneios profissionais internacionais muito relevantes e estamos oferecendo wild card para que muitos deles possam vivenciar a primeira experiência em torneios profissionais. Foi assim em 2021 com Mateus Lima, João Schissel, Ana Candiotto, Olívia Carneiro, por exemplo. E agora com João Fonseca e Gustavo Almeida. Sabemos que o caminho é longo para eles, mas esse empurrão inicial pode ser determinante", destaca Rafael Westrupp, presidente da CBT.

Gustavo é o do interior do Paraná, Guarapuava, e está em Curitiba há três anos, onde faz parte do projeto social do Instituto Ícaro: “Comecei no tênis aos 4 anos, em projeto social de Guarapuava. Eu não tinha dinheiro pra viajar para muitos lugares, então tinha que viajar pela região do Paraná. Em 2018, disputei um campeonato em Curitiba e na final joguei com um garoto do Instituto Ícaro e lá me convidaram para fazer parte”, conta Almeida.

O jovem paranaense integrou o time do Brasil na conquista do Sul-Americano de 16 anos e estará no Mundial da categoria, em novembro, na Turquia: “Fico muito feliz com o convite, venho trabalhando muito duro e vou dar o meu melhor. Agradeço à CBT pela oportunidade e ao Instituto Ícaro e toda a equipe que estão comigo no dia a dia, sem eles nada disso seria possível”, afirma.

Com o convite de Almeida, o Brasil passa a ter cinco tenistas na chave principal do ATP Challenger 80 do Rio de Janeiro, que já tem João Fonseca, Felipe Meligeni (143º), Matheus Pucinelli (193º) e Daniel Dutra Silva (210º).

"Ele é uma das grandes promessas dessa nova geração do tênis brasileiro. Ele vem trabalhando bastante, foi campeão Sul-Americano e estará no Mundial", disse Eduardo Frick, CEO da Rio Tennis.

O ATP Challenger 80 do Rio de Janeiro, que faz parte do Circuito Dove Men+Care La Legión, dará ao campeão 80 pontos no ranking da ATP e distribuirá uma premiação total de US$ 53.120 - em torno de R$ 265 mil.

O Circuito Dove Men+Care La Legión no Brasil é realizado e organizado pela Confederação Brasileira de Tênis, com patrocínio de Dove Men+Care, BRB, Unicesumar, Adega Online e Kallas Mídia OOH. Apoio da Associação Tênis RJ e Rio Tennis Academy. O torneio conta com a chancela da ATP.