Guilherme, Marquinhos e Giovanni: dirigente do Timão analisa situações

O gerente de futebol do Corinthians, Alessandro Nunes, analisou as situações de Guilherme, Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto. Eles foram considerados grandes contratações no ano passado, mas não conseguiram render o esperado até agora no Timão.

Alessandro confirmou que foi cogitado o empréstimo de Guilherme ao Coritiba, como forma de quitar a dívida que o Corinthians tem pela compra do atacante Kazim. O dirigente alvinegro, porém, disse que não houve avanço.

- O que chegou foi realmente a questão do Guilherme com o Coritba, e nós passamos ao Guilherme e ao empresário dele, mas é uma coisa que não está andando. Não houve uma recusa (do Guilherme). Eu só comuniquei ao empresário dele e depois não conversamos mais. Não teve uma proposta oficial na mesa, foi uma consulta inicial que não teve andamento depois - afirmou Alessandro, que não classifica Guilherme como "moeda de troca".

- Não usaria uma moeda de troca, porque acaba desvalorizando o atleta, ele estava relacionado e entrou no jogo (contra o Red Bull Brasil), então não é bem isso, até porque se virar uma moeda de troca, você acaba tirando ele de coisas importantes, e não é o caso. Na minha opinião ele tem excelente nível técnico. Está completando um pouco mais de um ano no Corinthians, teve algumas oportunidades, e em cima dessa montagem coletiva pode faltar algum ajuste individual - acrescentou.

O dirigente também falou sobre as situações de Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto, que estão no departamento médico. Como o LANCE! publicou nesta quinta, em relação a Marquinhos, o Corinthians ainda confia no potencial do jogador e não pretende se desfazer dele.

- De novo foi falado em alguns lugares temas relacionados a Santos e Marquinhos Gabriel, mas não teve nenhum contato. Se fala muito de Giovanni Augusto no Internacional, mas também não chegou nada ao Corinthians. A única coisa que apareceu foi o Coritiba em relação ao Guilherme - disse Alessandro.









E MAIS: