Guilherme Arana elogia Alemanha antes de estreia nas Olimpíadas: 'Camisa pesada. Temos que respeitar'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


A três dias da estreia nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a Seleção Brasileira masculina segue sua preparação visando o segundo ouro consecutivo. Nesta segunda-feira, o lateral-esquerdo Guilherme Arana, um dos principais nomes do time de André Jardine, falou em entrevista coletiva e afirmou estar ansioso.

+ Veja a tabela e os jogos das Olimpíadas

O jogador do Atlético Mineiro pregou respeito pela seleção da Alemanha, primeira adversária do Brasil nos Jogos, e disse que os germânicos "têm uma camisa pesada".

- É uma camisa pesada, que tem muitos títulos, então temos que respeitar. Já olhamos algumas coisas do nosso adversário, então temos que trabalhar em cima disso e manter nosso foco, manter os pés no chão e trabalhar com humildade para fazer um grande jogo. É uma seleção de tradição, vamos respeitar e fazer nosso papel, nosso trabalho, que é entrar dentro de campo e fazer o melhor para sair com a vitória. Claro, sempre respeitando todos os adversários que enfrentamos - disse o ala.

Seleção Brasileira Olímpica - Treino no Japão 19/07/2021 - Guilherme Arana
Seleção Brasileira Olímpica - Treino no Japão 19/07/2021 - Guilherme Arana

Guilherme Arana é titular do time de André Jardine na Seleção (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

+ Messi, CR7, Romário… Veja 20 astros do futebol mundial que jogaram Olimpíadas

Titular da posição, Guilherme Arana também falou da briga por vaga com o lateral Abner, do Athletico Paranaense. Segundo o atleta do Galo, "quem entrar vai dar conta do recado".

- Sempre trabalho para estar dentro de campo, todo jogador quer jogar, mas eu respeito muito as decisões do professor. O que importa é que ele está vendo a dedicação de todos no treino porque vai precisar de todo mundo. Tem o Abner ali também, eu sempre converso com ele, já concentrei com ele, um excelente jogador, de qualidade imensa na lateral, então estamos brigando pelo nosso espaço, mas é uma disputa sadia. Quem entrar vai dar conta do recado.


Arana afirmou que a "ansiedade é grande" no grupo e que os jogadores "não veem a hora" da estreia. O lateral também elogiou as estruturas do Japão.

- A ansiedade está muito grande. Eu não conhecia o Japão ainda, quando cheguei aqui realizei um sonho. É um país incrível, de pessoas incríveis, então, não só eu, mas o grupo inteiro está muito ansioso. Sim, muito frio na barriga, de querer estrear logo, a gente não vê a hora. Nos treinamentos, a gente conversa bastante, aqui no hotel também, por isso estamos trabalhando bastante para fazer um bom trabalho nesta Olimpíada. É muito gratificante estar aqui, um trabalho que venho fazendo no meu clube, agora na Seleção, onde fiz grandes jogos e espero representar bem meu país - disse.

O defensor também falou a respeito dos cortes que a Seleção Brasileira sofreu antes do técnico André Jardine fechar a lista final, mas salientou que todos que estão no Japão têm qualidade para buscar o ouro.

- Essa geração é uma geração de muita qualidade. Claro que ficamos chateados com alguns cortes, porém quem entra no lugar da pessoa que foi cortada também tem muita qualidade e aqui dentro somos uma família. Todas as convocações, nos damos muito bem, entra um, sai outro, mas mantemos o mesmo ritmo, a mesma qualidade. Acho que é isso que importa, formar um grupo, formar uma família e ir um ajudando o outro. É assim que vamos conquistar grandes coisas - finalizou.

Seleção Brasileira Olímpica - Treino no Japão 19/07/2021
Seleção Brasileira Olímpica - Treino no Japão 19/07/2021

Arana faz grande temporada pelo Atlético Mineiro (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos