GUIA DO PAULISTÃO: Palmeiras mira conciliar estadual e pré-temporada após ano de glórias e desgaste

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·3 minuto de leitura


Atual campeão, o Palmeiras vai em busca do bi paulista preocupado inicialmente com o desgaste do elenco, que encerra a temporada de 2020 jogando o número máximo possível de partidas no calendário brasileiro. O primeiro adversário do estadual será justamente o rival Corinthians e o duelo está marcado para a próxima quarta-feira (3), entre as duas finais da Copa do Brasil.

A data do confronto do estadual gerou desconforto pois o Verdão decide o torneio nacional contra o Grêmio e, portanto, a diretoria alviverde solicitou à Federação Paulista de Futebol (FPF) o adiamento do Dérbi, mas teve o pedido negado. A recusa da FPF gerou descontentamento nos bastidores palestrinos e só deu ainda mais motivos, além do cansaço e da falta de tempo para treinar, para não disputar a competição da Federação com foco total.


>> Confira a classificação atualizada do Brasileirão e faça sua simulação
>> Contrato do Palmeiras com a Puma só até dezembro: saiba até quando vai o contrato da fornecedora do seu time

Time-base: Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Matías Viña; Danilo, Gabriel Menino (Patrick de Paula) e Raphael Veiga; Gabriel Veron (Wesley), Rony e Luiz Adriano.

Vaivém do Verdão

Quem chega: nenhum reforço confirmado até o momento;
Quem sai: nenhuma venda confirmada até o momento;
Quem pode chegar: Taty Castellanos (atacante do New York City FC), Rafael Santos Borré (atacante do River Plate-ARG) negociam com o Palmeiras;
Quem pode sair: Emerson Santos (zagueiro) tem proposta do exterior.
Necessidade de reforços: atacantes e lateral-direito;
Retornos de empréstimo: Victor Luís e Iván Angulo (retornam do Botafogo).

Os primeiros jogos:
03/03 - Corinthians x Palmeiras, na Neo Química Arena
11/03 - Palmeiras x São Caetano, no Allianz Parque
14/03 - Palmeiras x Ferroviária, no Allianz Parque
17/03 - São Bento x Palmeiras, no Walter Ribeiro (Sorocaba)
21/03 - Palmeiras x São Paulo, no Allianz Parque

Opinião do setorista

O Palmeiras viverá um dos estaduais mais atípicos dos últimos anos. Sem pausas no calendário e vindo de uma temporada em que todos os jogos possíveis foram disputados, o clube, que ainda tem uma final de Copa de Brasil a ser jogada, está com o elenco desgastado física e psicologicamente. Em contrapartida, com os títulos importantes conquistados sobre seus rivais locais nos últimos meses, o Verdão entrará no Campeonato Paulista com menos responsabilidade do que os adversários, o que significa que a cobrança e pressão serão menores por outra taça no início da temporada.

Além de já ter quebrado o jejum de títulos estaduais em 2020, a torcida palestrina também comemorou a tão sonhada Libertadores. Contudo, sentiu na pele o peso de ter encarado tantos jogos em sequência com força máxima, o que causou diversas lesões musculares e queda de rendimento dentro de campo, especialmente no Mundial de Clubes e na reta final do Brasileirão. Pensando nisso, a diretoria do Alviverde Imponente deverá dar férias, mesmo que relativamente menores do que de costume, ao time titular nas primeiras rodadas do estadual, o que já dá sinais de como a competição será encarada inicialmente.

Além disso, após o breve recesso, Abel Ferreira também deverá ter direito a utilizar reservas e os garotos da base em partidas oficiais por mais alguns dias, a fim de preparar a equipe titular para a temporada de 2021, em uma espécie de pré-temporada encurtada. O treinador português não teve uma semana cheia para trabalhar desde que chegou ao Brasil e, portanto, não dispôs de tempo suficiente para implementar de forma satisfatória seu estilo de jogo. Os dirigentes estão cientes desta situação e vão dar o respaldo necessário para que o técnico tenha mais condições de desenvolver seu projeto.

Portanto, o Paulistão 2021 será, pelo menos a princípio, um laboratório para testar as opções terciárias do elenco do Palmeiras. A torcida terá a chance de ver mais garotos da equipe sub-20 jogando no profissional ao lado de reservas ou daqueles que retornam de empréstimo, como Victor Luís e Iván Angulo. Conforme as rodadas forem avançando, alguns nomes mais reconhecidos devem aparecer gradualmente, mesclando com a equipe alternativa. Todavia, será difícil ver um Verdão com força máxima tão cedo.