GUIA DO CARIOCÃO: Em transição dentro e fora de campo, Botafogo busca estabilidade no Estadual

·4 min de leitura


De volta à elite nacional após o título da Série B no fim do ano passado, o Campeonato Carioca é o primeiro teste para um Botafogo que quer passar um ano sem sustos antes de uma possível transição dentro e fora de campo. O Alvinegro teve a SAF comprada por John Textor e vê um aporte financeiro considerável no horizonte para o decorrer da temporada.

+ Botafogo marca reunião com empresários de Elkeson para mostrar nova proposta

O clube não é campeão carioca desde 2018. Desde então, o Botafogo sequer chegou às fases finais da competição - excluindo decisões de turno. São, portanto, três anos sem figurar pelo menos na semifinal. Isso, geralmente, tem impacto durante a temporada: nenhum dos treinadores que iniciou o Estadual no período terminou o ano no comando do Glorioso.

Esse foi, justamente, uma das preocupações de Enderson Moreira nas negociações de Enderson Moreira para renovar o contrato. O técnico campeão da Série B pediu garantias de que o time melhoraria com a chegada de reforços já visando o Carioca porque sabia que sofreria pressão com possíveis resultados ruins.

Internamente, o Botafogo entende que o Campeonato Carioca é uma oportunidade para se preparar à fase 'decisiva' da temporada, com o Brasileirão e a Copa do Brasil. Tendo ou não uma melhora nos cofres a partir do meio do ano, o Alvinegro entende que o Estadual é uma forma de fazer o time se entender ainda mais e continuar o projeto campeão da Série B para o decorrer de 2022.

+ Rafael torce pelas chegadas de Elkeson e Rafael Carioca no Botafogo: 'Seriam dois grandes reforços'

VAIVÉM DO BOTAFOGO
Quem chegou
: Breno (Goiás), Vinícius Lopes (Goiás), Fabinho (Ceará), Klaus (Ceará) e Erison (Brasil de Pelotas).
Quem saiu: Pedro Castro (Cruzeiro), Jonathan Lemos (Bahia), Rafael Navarro (Palmeiras), Ricardinho (Paysandu), Gilvan (CRB), Warley, Rafael Moura, Marcinho (CRB), Marco Antônio e Luís Oyama.
Quem pode chegar: Elkeson, Rafael Carioca (Tigres-MEX) e Óscar Romero.
Quem pode sair: Kanu.

TIME-BASE DE 2022
Gatito Fernández; Rafael, Carli, Kanu, Carlinhos; Breno (Romildo), Fabinho; Luiz Fernando, Chay (Juninho), Diego Gonçalves; Matheus Nascimento.

OLHO NELE
Com as saídas de Rafael Moura e Rafael Navarro, chegou o momento de Matheus Nascimento. O atacante de 17 anos passou 2021 alternando entre treinos no profissional e partidas no sub-20, mas Enderson Moreira quer que o atacante seja uma figurinha repetida na equipe principal e essa jornada vai começar no Campeonato Carioca.

Matheus, considerado uma joia pela diretoria e atacante da Seleção sub-17, tem um gol como profissional, marcado justamente no Estadual do ano passado. Agora, a tendência é que comande a parte ofensiva do Glorioso - pelo menos no Campeonato Carioca.

O jovem será titular contra o Boavista. Mesmo tendo sido diagnosticado com Covid-19 no começo da semana passada, ele se recuperou, voltou aos treinos em tempo hábil e vai começar jogando.

Matheus Nascimento - Botafogo
Matheus Nascimento - Botafogo

Matheus Nascimento, do Botafogo (Foto: Vítor Silva/Botafogo)

+ Veloz e 'criador de chances': jornalista detalha ao L! como Erison pode contribuir para o Botafogo

OS PRIMEIROS JOGOS
25/01 - Boavista x Botafogo - Nilton Santos - 21h
30/01 - Botafogo x Bangu - Nilton Santos - 16h05
03/02 - Botafogo x Madureira - Nilton Santos - 18h
07/02 - Botafogo x Nova Iguaçu - Nilton Santos - 21h
09 ou 10/02 - Fluminense x Botafogo - Local e horário a definir

OPINIÃO DO SETORISTA (por Sergio Santana)
Ano novo e a expectativa é por vida nova. Depois de um segundo semestre digno de superação de filme com Enderson Moreira para o título da Série B, o Botafogo quer continuar nesse ritmo para fazer um bom Campeonato Carioca.
O objetivo para o torneio é, acima de tudo, o desempenho. Jogar bem e desenvolver um estilo claro de jogo.

A grande dúvida fica quanto aos reforços confirmados até agora. Os cinco nomes anunciados, pelo menos no papel, não dão a impressão de dar um salto de qualidade significativo ao elenco do Botafogo. De qualquer forma, foram atletas indicados por Enderson Moreira, que buscou jogadores de confiança.

Diante das expectativas pela evolução financeira por John Textor, a realidade do Carioca ainda é de um Botafogo "humilde". E assim deve ser por mais alguns meses, durante o processo de transição. O Carioca será importante para mostrar se o time consegue mostrar um desempenho bom o suficiente para aguentar o resto do ano e as competições mais importantes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos