GUIA DO BRASILEIRÃO: Em reconstrução, Santos tenta superar problemas financeiros para surpreender

·2 minuto de leitura


O Santos entra no Campeonato Brasileiro em reconstrução. Sem dinheiro para muitos investimentos e eliminado na fase de grupos da Copa Libertadores e livre do rebaixamento no Paulistão apenas na última rodada, o Peixe aposta suas fichas no trabalho do técnico Fernando Diniz, que liderou a competição no ano passado com o São Paulo por muitas rodadas, e na fantástica fábrica de craques da Vila Belmiro.

TABELA
> Veja a tabela e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

GALERIA
> Veja todos os técnicos do Brasileirão 2021

Time-base: João Paulo, Pará, Kaiky Fernandes, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Jean Mota e Gabriel Pirani; Marinho, Kaio Jorge e Lucas Braga.

Vaivém do Peixe
Quem chega: Madson (lateral-esquerdo ex-Mirassol) e Marcos Guilherme (meia-atacante ex-Internacional)
Quem sai: NInguém
Quem pode chegar: Paulo Henrique Ganso (Fluminense), Rhyller (Braga)
Quem pode sair: Vladimir, Copete, Rafael Longuine, Lucas Venuto, Kaio Jorge
Necessidade de reforços: Zagueiros, volantes e meias
Retornos de empréstimo: Ninguém

Os primeiros jogos:
29/5 - Bahia x Santos - Estádio Pituaçu
05/6 - Santos x Ceará - Vila Belmiro
12/6 - Santos x Juventude - Vila Belmiro
17/6- Fluminense x Santos - Maracanã
20/6 - Santos x São Paulo - Vila Belmiro

Opinião do setorista - Diário do Peixe

O Santos ainda é uma incógnita para o Campeonato Brasileiro. O técnico Fernando Diniz, o terceiro do clube em 2021, assumiu após o drama da luta contra o rebaixamento no Paulistão e ainda não teve tempo para implementar o seu estilo de jogo na equipe.

Para conseguir repetir o bom desempenho do ano passado pelo São Paulo, o treinador terá que aprimorar um elenco muito jovem, formado nas categorias de base, mas sem a bagagem de um Campeonato Brasileiro, casos do zagueiro Kaiky Fernandes, do meia Gabriel Pirani e do atacante Ângelo.

Sem dinheiro para grandes investimentos, o Peixe terá de ser criativo na chegada de reforços. Até o momento, foram contratados o lateral-esquerdo Moraes, que se destacou no Paulistão pelo Mirassol, e o meia-atacante Marcos Guilherme, ex-Internacional.

O Peixe entra na competição no pelotão intermediário. De acordo com o acerto nas poucas contratações, a balança pode pender para um crescimento para o clube entrar na briga por uma vaga na Copa Libertadores, ou repetir o sofrimento do Paulistão de lutar contra o rebaixamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos