Guga ganha premiação de mais icônica celebração da história do tênis

Divulgação


Gustavo Kuerten venceu, nesta terça-feira, premiação de celebração mais icônica da história do tênis em enquete realizada pelo Hall da Fama do esporte. Foi feita uma votação com internautas para decidir.

A celebração não poderia ser outra. A do coração desenhado em quadra em Roland Garros após a vitória nas oitavas de final de Roland Garros contra o americano Michael Russell em cinco sets, salvando match-point.

Outros premiados foram Roger Federer, Rafael Nadal e Novak Djokovic com suas rivalidades, a maior virada a de Nadal sobre Daniil Medvedev este ano na final do Australian Open perdendo quebra abaixo no terceiro set e para ganhar seu 21º título de Grand Slam, a história de Cinderela ficou com Emma Raducanu com seu título do US Open sendo 150 do mundo, saindo do quali e jamais ganhando uma partida WTA antes. Maria Esther Bueno concorreu como momento de orgulho nacional, mas o título ficou com Andy Murray vencedor de Wimbledon após 77 anos, em 2013.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos