Guardado fala sobre o futuro em LaLiga e aponta 'sucessores': "Córdova, Pineda e Romo estão preparados para Europa"

·2 minuto de leitura

A LaLiga 2020/21 chega ao fim neste domingo. Atlético de Madrid e Real Madrid são os únicos clubes que ainda seguem na disputa pelo título, sendo que a diferença entre as equipes é de apenas dois pontos - 83 para os rojiblancos e 81 aos merengues. Paralelamente, será um final de semana difícil aos times que estão na disputa pelas competições continentais (Champions e Europa League).

Empatados com 58 pontos estão Real Betis e Villarreal, enquanto o Real Sociedad aparece com um ponto a mais. O plantel comandado por Manuel Pellegrini irá visitar o Celta de Vigo e, se vencer, confirma vaga na próxima edição da Europa League.

Real Betis está vivo na briga pela Europa League. | Quality Sport Images/Getty Images
Real Betis está vivo na briga pela Europa League. | Quality Sport Images/Getty Images

Em entrevista coletiva, o meio-campista mexicano Andrés Guardado comentou suas expectativas para o encerramento da temporada. A equipe do 90min esteve presente e perguntou ao jogador quais dos seus compatriotas teriam espaço no Velho Continente: "Hoje Córdova, do América, acho que ele tem muito talento e Orbelín Pineda já tem um pouco mais de maturidade e está no momento perfeito para poder vir. Hoje gosto muito do Luis Romo, do Cruz Azul. Ele teve temporadas espetaculares e chegou à seleção nacional nas últimas convocações".

Considerando o fim do contrato do jogador em junho de 2022, o meio-campista foi questionado sobre seus planos futuros e explicou que está confortável no Betis, onde assinou em 2017 após passagem pelo PSV Eindhoven. "Estou muito feliz com o Betis, que abriu as portas para mim desde o primeiro dia. Até hoje não me vejo voltando ao México. Gostaria de cumprir meu contrato aqui, mas no futebol não se sabe. Mas eu gostaria de ficar aqui até cumprir o meu contrato", afirmou o jogador.

Andrés Guardado e Diego Laínez em ação pelo Real Betis. | Quality Sport Images/Getty Images
Andrés Guardado e Diego Laínez em ação pelo Real Betis. | Quality Sport Images/Getty Images

Sobre as críticas sofridas por Diego Laínez, Guardado declarou: "Não existe uma regra que diga que se o jogador for treinado terá sucesso. É preciso aproveitar as oportunidades quando elas vierem e ele tomou a decisão certa. É difícil para qualquer um se adaptar na Europa". O jovem de 20 anos, considerado uma promessa, também está no Betis e foi vítima de muitos comentários que criticaram sua performance nos gramados europeus.

Por fim, ele comentou sobre a assistência de Laínez na partida diante do Eibar, empatada em 1 a 1: "Também não foi uma grande assistência, foi um passe de 3 metros (risos). É algo muito simbólico que outro mexicano tenha me ajudado. Nossa próxima grande referência para o futuro é o Diego".

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos