Guarani desperdiça chances, empata com Figueirense e esfria sonho do G-4 na Série B

Futebol Latino
·3 minuto de leitura


Pela 30ª rodada da Série B, Guarani e Figueirense se enfrentaram no Estádio Brinco de Ouro. Com objetivos distintos na competição, o Bugre levou a pior se tratando de aproximação do G-4. Após desperdiçar diversas chances, o time de Felipe Conceição viu o Figueira empatar o duelo em 2 a 2 e frear o crescimento do time campineiro na Série B. Para os catarinenses, o resultado também foi ruim.

O Guarani chegou a ficar a três pontos do G-4 e em quinto, mas com o empate ficou a cinco de diferença do Juventude e termina a rodada em oitavo. O Figueirense, por sua vez, fica na 17ª posição e segue vivo na disputa para sair da zona de rebaixamento.

O próximo compromisso do Guarani é fora de casa contra o Sampaio Corrêa, na quarta-feira (23). O time maranhense, inclusive, foi um dos ultrapassados pelo Bugre nesta rodada. Já o Figueirense vai ter clássico contra o Avaí, no Orlando Scarpelli, no sábado (26).

PRIMEIRO TEMPO MELHOR DO GUARANI

Aos cinco minutos de jogo, Renanzinho abriu o placar logo no começo. Após ataque, Murilo Rangel cruzou para o baixinho colocar a cabeça na bola e fazer o primeiro. O Figueirense encontrou dificuldades para achar espaço na defesa do Guarani onde a equipe de Jorginho conseguia chegar, mas via o Bugre se sobressair.

O Figueirense seguia em seus remotos ataques e em um deles conseguiu um pênalti indiscutível cometido pelo goleiro Gabriel Mesquita. Diego Gonçalves recebeu na área e driblou o arqueiro, que deixou o pé. Na cobrança Lucas Barcelos colocou no lado esquerdo e estufou as redes. O Guarani tentou reagir rapidamente e tentou dois ataques pelas pontas em que os cruzamentos não foram aproveitados por Renanzinho e Pablo.

Mas na terceira tentativa não teve jeito. Renanzinho recebeu um bom passe, na tentativa de cortar a defesa 'ajeitou' a bola, perfeito para o camisa 35, que colocou por cobertura e fazer 2 a 1 aos 30 minutos. O Figueira tentou responder em seguida com a sobra que Guilherme pegou, mas Gabriel fez a defesa. Aos 41 minutos, por pouco Renanzinho não faz o hat-trick ao ver a bola sobrando na área e chutar. Rodolfo fez linda defesa.

SEGUNDO TEMPO GUARANI FOI CASTIGADO APÓS PERDER GOLS

Repetindo o script da etapa inicial, o segundo tempo começou corrido. Pelo lado do Figueirense, aos sete minutos, a equipe teve uma falta perigosa na entrada da área, mas Diego Gonçalves chutou na barreira. Em seguida começou a sequência de ataques do Guarani, primeiro com a cabeçada de Wálber. Depois Renanzinho fez fila, tocou para Matheus Souza que chutou na saída de Rodolfo, mas o goleiro salvou. Lucas Crispim recebeu na entrada da área chutou e Rodolfo pegou com tranquilidade. Novamente o camisa 10 do Bugre chutou de fora da área e dessa vez a bola passou com perigo ao lado direito.

O Figueirense conseguiu a falta no começo do jogo e não teve mais oportunidades de arriscar como fez no primeiro tempo. O Guarani, empolgado com a boa fase, aproveitava para pressionar os rivais. Mas em um dos raros ataques que o Figueira encontrou, Matheus Neris fez um golaço de voleio após sobra de escanteio. Foi um verdadeiro balde de água fria no Bugre que atacava a todo momento.

Aos 45 minutos, Rodolfo voltou a aparecer para fazer milagre. Após escanteio, Rafael Costa testou com convicção e o goleiro do Figueirense salvou numa distância muito curta. A pressão no fim de jogo do Bugre aumentou, mas os catarinenses conseguiram se segurar bem e sair com um empate do Brinco de Ouro.