'GSP' garante que nunca recusou luta com Anderson Silva e abre portas para duelo

Georges St-Pierre não luta desde novembro de 2013 - Diego Ribas

O retorno de Georges St-Pierre ao Ultimate foi cercado de especulações sobre quem seria seu adversário até que Michael Bisping, campeão peso-médio (84 kg), foi oficializado como o responsável por lhe dar as boas-vindas ao octógono. Desta forma, porém, o desejo dos fãs de que ele enfrentasse Anderson Silva, em duelo que já é cogitado faz anos, foi adiado novamente, embora jamais descartado, já que o próprio canadense levantou a possibilidade de encarar o ‘Spider’ no futuro.

Um combate entre os dois é especulado desde os tempos em que ambos eram os campeões mais dominantes da organização – a dupla lidera a lista histórica de defesas de título no UFC: Anderson com dez e GSP com nove. Mas, de acordo com o canadense, a única vez que lhe ofereceram formalmente um combate contra o ‘Spider’ foi logo após o anúncio de sua aposentadoria, em novembro de 2013, quando o brasileiro já nem era mais o campeão dos médios.

“É possível (enfrentar Spider). A verdade é que a única vez que me ofereceram uma luta contra Anderson Silva, de forma real, foi logo depois de minha luta contra Johnny Hendricks (no UFC 167), quando me aposentei. Não é por que se tratava de Anderson Silva (que recusei a luta). Não teria lutado contra ninguém. Você poderia até me colocar com um anão que eu não lutaria. Não queria lutar, estava cansado e queria tirar um tempo afastado”, relatou em entrevista ao podcast ‘UFC Unfiltered’.

E apesar de ter recebido apenas uma oferta formal da organização para enfrentar o brasileiro, ‘GSP’ revelou que o nome de Anderson Silva era frequente em conversas com Dana White, presidente da organização. No entanto, o canadense garantiu que na época sua prioridade era varrer os principais nomes de sua própria categoria – St-Pierre era campeão dos meio-médios (77 kg).

“Nós falamos sobre isso algumas vezes com o Lorenzo Fertitta, ex- CEO da organização, e Dana White. O que eu queria fazer naquela época: Tinham alguns bons nomes na divisão, e se eu tivesse enfrentado ele [Spider] também teria que defender meu cinturão. Eu teria lutado em uma divisão intermediária com a WADA [Agência Mundial Antidoping], já que a USADA não estava lá na época”, afirmou.

Assim como Anderson Silva, ‘GSP’ também é um veterano no esporte e fará seu retorno três anos após ter pendurado suas luvas. Ele está com 35 anos, e acumula 25 vitórias e apenas duas derrotas em seu cartel.