GSP comenta provocações de Bisping: 'Quando fala, ele se envergonha'

O primeiro encontro entre Georges Saint-Pierre e Michael Bisping antes da superluta - que ainda não tem data para acontecer conta - contou com momentos de provocações. Mas, segundo GSP, os momentos de rivalidade só serviram para que o adversário inglês envergonhasse a si mesmo.

Em entrevista ao programa The MMA Hour, o ex-campeão dos meio-médios comentou o duelo verbal que travou com Bisping durante as provocações lançadas na coletiva de imprensa.

- Ele me pegou de guarda baixa. Eu não esperava por isso. Achei que ele não estaria na coletiva, mas de repente ele começou a gritar comigo. Sabe, existem muitos caras bons em trash-talk nesse jogo. Conor McGregor é um, Chael Sonnen é um, ele é um expert. E sinto sempre que não posso entrar em uma guerra de palavras com esses caras porque inglês não é minha língua natural, e eu não sou bom em trash-talk, minha fala é na luta. Não sou um bom falador, sou um bom lutador. (...) Ele não é um bom falador. Ele é péssimo nisso.
Quanto mais ele fala, mais ele se envergonha e mais parece ruim - declarou o ex-campeão do UFC.

Michael Bisping e Georges Saint-Pierre se enfrentam em disputa de cinturão dos médios. O confronto ainda não tem data e nem local para acontecer. Segundo Dana White, a expectativa é que o combate aconteça no segundo semestre de 2017.






E MAIS: