Grupos de torcedores são contrários à realização da Copa a cada dois anos

·1 minuto de leitura
Cristiano Ronaldo chegou a marca de 109 gols marcados em 178 jogos pela seleção de Portugal (AFP/BERNADETT SZABO)

Organizações de torcedores de futebol de todo o mundo emitiram um comunicado conjunto nesta terça-feira contra o projeto de realização da Copa do Mundo a cada dois anos, ideia estudada pela FIFA que "ameaça o equilíbrio entre as competições", segundo o texto divulgado.

"A esmagadora maioria dos torcedores se opõe à organização de uma Copa do Mundo a cada dois anos", apontou o documento assinado por cinquenta grupos de torcedores das seis confederações que compõem a Fifa, incluindo países como França, Inglaterra, Itália e Brasil.

“Tal decisão ameaça destruir o já frágil equilíbrio entre as competições locais, nacionais e continentais, um calendário que já está sobrecarregado”, argumentaram, especificando que a Copa do Mundo é tão popular “por ser precisamente um acontecimento extraordinário”.

O debate sobre um Mundial a cada dois anos voltou à cena nos últimos dias, depois que o ex-técnico francês Arsene Wenger, diretor de Desenvolvimento da Fifa, defendeu a ideia em entrevista ao jornal L'Equipe.

O ex-treinador do Arsenal defende um grande torneio anual de seleções, alternando a Copa do Mundo com os diferentes campeonatos continentais.

A Confederação Europeia (Uefa) também se opõe ao projeto, considerando que iria "diluir" a "joia" do futebol mundial, segundo o o presidente da entidade, Aleksander Ceferin.

Os torcedores garantem ainda que não têm "tempo, dinheiro, nem possibilidade de viajar para o outro lado do mundo a cada 24 meses para uma competição desvalorizada com estádios semi-vazios".

ama-jta-cfe/lve/mcd/pm/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos