Grupos de conselheiros se unem para ter Julio Casares como candidato à presidência do São Paulo

Fellipe Lucena
LANCE!


Sete grupos políticos do São Paulo se uniram para defender que Julio Casares seja candidato à presidência na eleição do fim de 2020, com Olten Ayres de Abreu Junior concorrendo à presidência do Conselho. O pleito ainda não tem data prevista, mas ocorrerá em dezembro.

A candidatura não foi lançada oficialmente e nem está confirmada, mas a tendência é de que isso ocorra entre maio e junho. O próximo passo deverá ser a elaboração de um plano de gestão em nome de todo este grupo, e não de um candidato específico.

A estimativa dos envolvidos é de que essa união englobe 131 dos atuais conselheiros, número que pode aumentar, já que a ideia é conquistar o apoio de mais dois grupos. Não é certo que todos eles ainda estejam ocupando cadeiras no Conselho Deliberativo na data da escolha do próximo presidente, já que uma eleição em novembro vai iniciar 100 novos mandatos de conselheiro. Devem ser 260 aptos a votarem para escolher o presidente em dezembro.

Embora tenha o apoio do grupo político do presidente Leco, esta chapa que está nascendo não é tratada necessariamente como situação. Os conselheiros participantes preferem chamá-la de coalizão e citam o fato de José Eduardo Mesquita Pimenta, candidato de oposição derrotado por Leco na última eleição, agora estar do mesmo lado.

Julio Casares é conselheiro vitalício do São Paulo e tem ótimo trânsito na política do clube. Ele ganhou notoriedade entre os torcedores entre 2004 e 2015, quando foi diretor de marketing.

Ainda não há nenhuma candidatura anunciada oficialmente. Marco Aurélio Cunha já disse que cogita concorrer. Nos corredores do Morumbi, também fala-se em Roberto Natel, forte opositor da atual gestão, como possível candidato.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também