Grupo de torcedores do Flamengo não consegue embarcar para ver a final no Equador

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Parte dos torcedores do Flamengo que compraram pacotes da Outsider Tours, agência especializada em viagens esportivas, para ir à Guayaquil, no Equador, acompanhar a partida final entre o clube carioca e o Athletico-PR pela Copa Libertadores da América enfrentaram dificuldades no check-in nesta sexta-feira (28).

Segundo Fernando Sampaio, dono da Outsider, o problema foi causado porque a empresa aérea portuguesa que faria seis voos do Rio de Janeiro a Guayaquil foi vetada de voar no continente. Uma nota divulgada na rede social da Outsider diz que a agência soube do problema apenas na terça-feira (25).

Segundo o portal GE, o check-in do último voo foi encerrado às 23h30, enquanto o embarque estava pevisto para 3h15.

Sampaio afirma que a empresa realocou os voos cancelados para outras companhias, como Gol, Azul e Aeroregional, de acordo com a ordem de chegada, mas não conseguiu realizar o embarque de 50 dos 2.000 passageiros que iriam à Guayaquil -entre eles, José Aldo, ex-lutador de UFC. A reportagem não conseguiu contato com o lutador.

O dono da empresa diz que esses passageiros serão reembolsados e que a Outsider oferecerá benefícios como cupons e descontos para outras viagens pela agência.

O Flamengo havia anunciado um contrato de patrocínio com a Outsider na segunda-feira (24), mas cancelou o contrato após o problema --Sampaio preferiu não se manifestar sobre o rompimento.