Grupo político do Flamengo emite nota e se manifesta sobre patrocínio da Havan – veja

·1 minuto de leitura

O Flamengo anunciou, no final da manhã da última segunda-feira (10), mais um patrocinador para a sequência da temporada. Trata-se da Havan, empresa do setor varejista. A parceria, no entanto, dividiu os torcedores e causou muita polêmica nas redes sociais. E foi até motivo de pauta de um grupo político do clube.

Na noite de ontem, o ‘Flamengo da Gente’ publicou uma nota oficial se manifestando contra a união do clube com a empresa e criticou a diretoria da equipe. Em comunicado, o grupo político lamentou o fato de o Rubro-Negro associar sua imagem à loja “de um dos maiores fiadores e incentivadores” do presidente do Jair Bolsonaro, referindo-se a Luciano Hang.

Além disso, o ‘Flamengo da Gente’ enfatiza que não há como fugir das questões econômicas e mercadológicas, mas esclarece que “não há como tapar o sol com a peneira: a Havan carrega Bolsonaro em sua garupa e a história julgará quem fez questão de ser sócio desse projeto político”. Confira abaixo a nota na íntegra.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos