Grosjean não descarta entrar na luta pela vaga de Ricciardo na Renault: "Seria uma história legal"

motorsport.com

Presente no grid da Fórmula 1 desde 2009 e entrando em seu quinto ano com a Haas, Romain Grosjean não descarta entrar na luta pela vaga deixada por Daniel Ricciardo na Renault, em uma volta à equipe que o revelou para a categoria.

Grosjean, que está em seu último ano de contrato com a Haas, acredita que seria uma "história legal" uma possível volta à equipe francesa, formando dupla com outro francês, Esteban Ocon, em 2021.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também:

Ricciardo: F1 teria temporada "legítima" com pelo menos 10 provasMcLaren não vai "esconder informações" de Sainz em 2020, apesar de saída do pilotoF1 lança fundação visando maior diversidade no esporte; Carey faz doação de R$5 mi

Em sua primeira passagem, em 2009, o piloto correu apenas as sete etapas finais da temporada, substituindo Nelsinho Piquet, que havia sido dispensado pela equipe após o GP da Hungria.

"Seria uma história legal. Eu passei dez anos em Enstone, e eles são responsáveis pela maior parte da minha carreira", disse Grosjean à ESPN. "Além disso, o último pódio de Enstone é meu", em referência ao terceiro lugar no GP da Bélgica de 2015 com a Lotus, que assumiu as operações da Renault em 2011.

"Acho que seria legal voltar, mas também seria legal ficar na Haas ou mesmo tentar em outra equipe. Ainda não corremos nesse ano, mas já estamos falando sobre o próximo, algo que eu acho estranho".

"Estamos chegando em julho, que seria o começo da silly season, mas eu acho melhor primeiro voltar a correr e ver como que o carro irá se comportar".

O mercado de pilotos da F1 para 2021 começou a se movimentar no final de abril, com os primeiros rumores da saída de Vettel da Ferrari. A confirmação, que veio em maio, desencadeou uma série de movimentos no tabuleiro, com Sainz indo para a Ferrari e Ricciardo para a McLaren, deixando uma cobiçada vaga em aberto na Renault.

"Tivemos algumas surpresas, com a maior de todas sendo Sebastian. Algumas decisões eu faria diferente, mas entendo e foi divertido acompanhar. Carlos foi para a Ferrari e o Ricciardo teve uma boa oportunidade de ir para a McLaren".

"Ainda há uma vaga na Renault que pode ser atraente no futuro. O mercado está interessante, com algumas vagas em aberto, e acho que todos vão separar um tempo para pensar nisso", concluiu.

Veja como os novos gráficos da F1 vão agitar os GPs e colocar Senna e Piquet x Verstappen e Hamilton

PODCAST: As notas atribuídas aos pilotos no game F1 2020 são malucas?

Your browser does not support the audio element.

Leia também