Nadal bate compatriota com facilidade e é decacampeão em Monte Carlo

Redação Central, 23 abr (EFE).- Pela primeira vez na chamada era aberta, um tenista se tornou decacampeão de um torneio: o autor da façanha é o espanhol Rafael Nadal, que neste domingo conquistou o título do Masters 1000 de Monte Carlo pela décima vez ao bater o compatriota Albert Ramos-Viñolas na final.

Nadal bateu Ramos-Viñolas por 2 sets a 0, com parciais de 6-1 e 6-3 em apenas 1h16min, e registrou novas marcas históricas. Além do número de títulos em uma só competição, o 'Toro Miúra' se tornou o maior vencedor no saibro, com 50 troféus, um a mais que o argentino Guillermo Villas, e 20 em toda a carreira.

Na disputa particular com o sérvio Novak Djokovic pela hegemonia em torneios da série Masters 1000, o espanhol foi a 29, um a menos que o atual número 2 do mundo.

Com 76% de eficiência no primeiro serviço e 81% dos pontos conquistados quando o primeiro saque entrou, Nadal não deu ao adversário um break point sequer em toda a decisão.

Ramos-Viñolas adotou uma tática "kamikaze" no primeiro set, tentando encurtar os pontos, mas acabou sendo presa fácil para o 'Rei do Saibro', que fechou em 6-1. Na segunda parcial, o 24º colocado do ranking mundial voltou a apostar nas trocas de fundo de quadra e endureceu um pouco o jogo, mas mesmo assim sofreu duas quebras e perdeu por 6-3. EFE