Griezmann salva 'Barça B' de Setién de vexame histórico na Copa do Rei

Goal.com
Técnico Quique Setién fez muitas mudanças contra o Ibiza e quase que tudo deu errado
Técnico Quique Setién fez muitas mudanças contra o Ibiza e quase que tudo deu errado

Depois da estreia com vitória por 1 a 0 sobre o Granada, contando com o máximo de suas forças e a maior posse de bola desde o auge da época de Guardiola, o técnico Quique Setién resolveu arriscar em seu segundo compromisso pelo Barcelona: mudou o desenho do time para um 3-4-3 e escalou um time alternativo para enfrentar o Ibiza, na Copa do Rei.

Antoine Griezmann foi o nome mais conhecido no time titular, que também contou com o ponta-esquerda Ansu Fati e os meio-campistas De Jong e Rakitic. Entretanto, apenas a posse de bola não foi o bastante para o Barça em seu primeiro compromisso no certame de mata-mata espanhol. Por pouco os catalães não foram eliminados já no seu primeiro duelo.

Isso porque Josep Caballé abriu o placar para os donos da casa, que ainda teriam um outro tento anulado e acertaram a trave do goleiro Neto. O primeiro tempo terminou sem nenhuma finalização certa do Barcelona.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A equipe de Setién reagiu no segundo tempo, mas ainda assim o gol de empate demorou para chegar.

Foi apenas aos 77’ que Griezmann aproveitou passe de De Jong para igualar. Ainda em busca da vitória e classificação, o treinador pôs os meio-campistas Arthur e Arturo Vidal, além do lateral Jordi Alba. E foi justamente Alba quem, nos acréscimos do encontro, serviu o segundo gol de Griezmann.

Classificado, com boa posse de bola de 77.9% (inferior apenas ao jogo anterior na atual temporada), o Barça segue adiante apesar do susto. Ao falar sobre a dificuldade enfrentada, Griezmann citou a mudança de desenho tático para explicar um pouco das dificuldades e comemorou ter sido decisivo.

“Eu joguei um pouco mais adiantado, tinha que esperar (a bola chegar). Vieram duas e eu coloquei pra dentro”, disse o francês para o DAZN, comemorando também o 100% de aproveitamento em suas únicas finalizações.

“Eles entraram na partida melhores do que nós, conheciam o campo e nós demoramos a criar chances. Não finalizamos nenhuma vez no primeiro tempo. É um novo sistema, três zagueiros, precisamos nos acostumar. Todos os jogos serão difíceis de vencer”.

Setién: “não gostei do primeiro tempo”

Já o técnico Quique Setién reconheceu o primeiro tempo abaixo, citando também uma dificuldade por causa do gramado artificial do adversário.

“Eu não gostei do nosso time no primeiro tempo, mas entendo as dificuldades que se encontra em jogos assim, por causa da grama artificial e contra um time muito intenso e muito agressivo”.

“Nestes jogos nós anotamos conclusões para o futuro, quando você vai mal é quando pode avisar e melhorar”, observou o treinador.

Leia também