Grêmio procurou Ceni e Roger antes mesmo de demitir Felipão

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Ceni já recusou várias propostas após ser demitido pelo Flamengo (Alexandre Vidal/Flamengo)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O Grêmio anunciou de forma oficial a saída de Luiz Felipe Scolari em sua conta no Twitter à 0h30 desta segunda-feira. Mas entre a derrota para o Santos, na Vila Belmiro, e a dispensa de forma oficial, um dirigente tricolor já havia começado a busca por um substituto.

O Blog apurou que os dois primeiros treinadores procurados foram Roger Machado e Rogério Ceni. O nome de Roger é muito bem avaliado dentro do Grêmio e com os torcedores. Já Ceni é visto como um técnico moderno e vencedor.

É bom citar, porém, que não são negociações simples, apesar de ambos estarem desempregados. Por meio de uma pessoa próxima, Roger já avisou que não pretende mais trabalhar em 2021 - ele costuma assumir só um clube por ano.

Por sua vez, Rogério Ceni recusou pelo menos três propostas de trabalho nas últimas semanas, de times do Brasil e do exterior.

Em meio às primeiras tratativas, o nome de Lisca também passou a ser debatido na Arena do Grêmio. Mas num movimento contrário. É que seu empresário, Jorge Machado, tem feito campanha pela contratação do ex-comandante do Vasco. Machado é um dos agentes mais influentes no Grêmio.

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos