Com aumento de capacidade, GreNal "decisivo" deve ter Beira-Rio lotado

·2 min de leitura
Torcida mista de Grêmio e Internacional no Estádio Beira-Rio. Foto: Jeferson Guareze/AGIF
Torcida mista de Grêmio e Internacional no Estádio Beira-Rio. Foto: Jeferson Guareze/AGIF

O clássico envolvendo Grêmio e Internacional, neste sábado (6), terá um ingrediente especial. O Governo do Rio Grande do Sul, através de seu Gabinete de Crise, decidiu liberar até 50% do publico nos estádios gaúchos, mantido o distanciamento previsto entre as pessoas. Inicialmente, a ocupação era de, no máximo, 30% da capacidade.

Desta forma, o público no Estádio Beira-Rio poderá ultrapassar os 25 mil espectadores neste sábado. A expectativa é de casa cheia, as reservas de lugares e vendas dos 15 mil ingressos inicialmente disponibilizados foram esgotadas nesta quarta-feira (3), ainda sob o limite de 30% de capacidade. O Internacional deve aumentar a carga de ingressos oferecidos e, assim, poder comercializar mais.

Leia também:

Outro fator envolvendo as torcidas no GreNal 434 é o acesso dos visitantes. A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) denunciou o Grêmio pela invasão de campo por parte de seus torcedores na derrota contra o time do Palmeiras no último domingo. O tricolor pode ser punido com perda de mando de campo de uma a 10 partidas. 

Tumulto entre a torcida do Grêmio e seguranças na Arena do Grêmio após derrota para o Palmeiras. Foto: Pedro H. Tesch/AGIF
Tumulto entre a torcida do Grêmio e seguranças na Arena do Grêmio após derrota para o Palmeiras. Foto: Pedro H. Tesch/AGIF

A Procuradoria entrou, também, com pedido de liminar exigindo que, até a data do julgamento, o Grêmio atue com portões fechados quando for mandante e, quando visitante, não tenha direito à carga de 10% de ingressos estipulada pelo Art. 87 do Regulamento Geral de Competições da CBF. O pedido de liminar foi aceito pelo presidente do STJD, Otávio Noronha, na tarde desta quarta-feira (3). Desta forma, o Grêmio terá de jogar com os portões fechados até que o julgamento seja realizado.

Buscando abrandar a punição, a diretoria do Grêmio identificou, após análise das imagens do sistema interno de segurança e da transmissão da partida, 22 invasores e encaminhou seus nomes para o Ministério Público. Os envolvidos podem ser punidos pelo Juizado Especial do Torcedor com a proibição de frequentar estádios de futebol por tempo determinado. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos