Grêmio vence em noite de Ferreira, mas possível baixa para o Gre-Nal já começa a preocupar

·2 minuto de leitura

A classificação às oitavas de final da Copa Sul-Americana está praticamente garantida. Mas então por qual razão a torcida do Grêmio ficaria preocupada depois de ver o seu time ganhar do Lanús por 3 a 1 e manter os 100% de aproveitamento - 12 pontos em quatro jogos no torneio? Não tem nada a ver com a bola aérea, que mais uma vez vazou.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.


O grande "medo"passa a atender pelo nome de Thiago Santos. Contratado para ser o volante de marcação que o Tricolor não tinha no plantel, ele tomou conta da frente da área azul, tanto que muitos críticos já tratavam de pedir desculpas ao atleta. No entanto, ele virou, desde já, a principal dúvida do técnico Tiago Nunes para o Gre-Nal do próximo domingo, o primeiro da final do Campeonato Gaúcho.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ainda no primeiro tempo do embate frente aos argentinos, o meio-campista sentiu a coxa direita e precisou ser substituído. Deu para ver, nitidamente, o médico fazendo um sinal de que o músculo "abriu". A essa altura, o Grêmio já estava em vantagem e a torcida, mais uma vez, "babava" com a atuação de Ferreira. Logo aos 2 minutos, ele deu cruzamento para Matheus Henrique marcar pelo alto. Em seguida, depois de cobrança de escanteio, Burdisso pulou livre para deixar tudo igual. Porém, surgiu novamente o camisa 11, aos 21 minutos, para cabecear com perfeição um levantamento de Rafinha.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Na etapa final, aos 32 minutos, coube a Ferreira marcar mais uma vez, depois que Rafinha encontrou Diego Souza livre e este só tocou para o companheiro mais novo. O triunfo estava garantido, mas é difícil tirar da cabeça a possibilidade de perder Thiago Santos em função do futebol que ele vem apresentando.

Para mais notícias do Grêmio, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.