Grêmio repete 2017, deixa "trauma" de segundo tempo de lado e vence a segunda na Sul-Americana

Fabio Utz
·2 minuto de leitura

Ah, o Grêmio ainda mata alguém do coração. Parecia que o trauma de entregar um jogo no segundo tempo, algo visto recentemente em jogos do Gauchão e da Libertadores, se faria presente, também, na Copa Sul-Americana. Mas o Tricolor foi salvo pelos seus garotos. O time ganhou do Lanús por 2 a 1 e é 100% no torneio continental, ocupando a primeira colocação do Grupo H depois de duas rodadas.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

No estádio em que foi campeão da América em 2017, o time, agora comandado por Tiago Nunes, fez uma etapa inicial absolutamente tranquila. Não permitiu uma chance sequer ao adversário e abriu o placar depois que Ferreira avançou em velocidade pela esquerda e encontrou Léo Pereira livre dentro da área - o garoto só teve o trabalho de completar para o fundo da rede. Na retomada da partida, a equipe bem que poderia ter ampliado quando Diego Souza acertou a trave, mas daí veio, mais uma vez, a queda de rendimento. O rival cresceu em campo, obrigou Brenno a boas intervenções e, com justiça, chegou à igualdade com Belmonte.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Porém, os gaúchos não se entregaram. Após boa dose de sofrimento, alcançaram o resultado positivo em lance absolutamente de futebol coletivo. Aos 40 minutos, Lucas Silva e Rafinha tabelaram e, depois de cruzamento de Luiz Fernando, Thiago Santos, de costas, ajeitou para Ferreira guardar. A vitória veio, mas poderia ter sido bem mais tranquila. No entanto, para quem acredita nos astros, foi com o mesmo placar da batalha que levou o clube ao título de quatro anos atrás.

E Douglas Costa?

O meia-atacante teria recusado uma segunda proposta para jogar no Grêmio, o que faz o clube, neste momento, descartar um avanço nas tratativas. Na primeira tentativa azul, o atleta recusou um contrato de produtividade. Agora, foi oferecido a ele um salário de R$ 1,3 milhão por mês. Para aceitar uma volta a Porto Alegre, o jogador quer receber, no mínimo, R$ 2 milhões. Atlético de Madrid e um time árabe estariam interessados no seu futebol.

Para mais notícias do Grêmio, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.