Grêmio joga mal, mas arranca empate com Novo Hamburgo no fim

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Grêmio perdia para o Novo Hamburgo até os 45 minutos do segundo tempo, em reflexo de uma atuação para lá de fraca, mas Léo Moura mudou tudo. Nesta quarta-feira (22), no estádio do Vale, o clube arrancou empate diante do líder do Gauchão com o gol do experiente lateral direito. O resultado frustra a pretensão de colar no topo da tabela.

O resultado tem gosto de vitória. Sem quase nenhuma chance de gol em todo o jogo, o Grêmio empatou na base do afaba. Em bola levantada na área.

O JOGO

Pernas sem cérebro. Com Luan recuado e ataque baseado na velocidade, com Pedro Rocha e Everton, o Grêmio praticamente não finalizou no primeiro tempo. Defensivamente foi pouco exigido e isso permitiu que Léo Moura e Marcelo Oliveira esboçassem apoio. O princípio não se confirmou e a atuação foi ensossa. Com pouca profundidade. Com as entradas de Gastón Fernández, Fernandinho e depois Lincoln o time ficou mais exposto e não conseguiu produzir coisa diferente. Sem organização, passou a investir em bolas na área. O gol do Novo Hamburgo injetou uma dose de nervosismo e somente o levantamento na área resolveu. Marcelo Oliveira entrou Léo Moura quase dentro da pequena área e ele fuzilou.

O líder do Gauchão fez um jogo com marcação encaixada e sem afobação. Preto, até onde as pernas aguentaram, comandou o meio-campo que investiu forte em tabelas e jogadas pelos lados. O flanco às costas de Marcelo Oliveira foi explorado no primeiro tempo, mas apenas na etapa final que o corredor decidiu. Juninho aproveitou o sistema defensivo todo exposto, após saída de bola no meio-campo, para infiltrar e marcar.

NOVO HAMBURGO

Matheus; Renan, Júlio Santos, Pablo e Assis; Amaral, Jardel, Preto (Conrado), Juninho e Branquinho; João Paulo

Técnico: Beto Campos

GRÊMIO

Leo; Léo Moura, Thyere, Kannemann e Marcelo Oliveira; Jaílson (Fernandinho), Michel (Lincoln), Ramiro, Luan e Pedro Rocha (Gastón Fernández); Everton. T.: Renato Gaúcho

Estádio: Vale, em Novo Hamburgo (RS)

Árbitro: Daniel Bins

Cartões amarelos: Preto, Jardel, Branquinho (NHA); Kannemann (GRE)

Gol: Juninho, aos 28 minutos do segundo tempo