Grêmio enfrenta peruano Ayacucho em Quito pela Libertadores devido à covid-19

·2 minuto de leitura
Jogadores do Grêmio comemoram o gol de David Braz (de joelhos) contra o Ayacucho na Copa Libertadores no dia 10 de março de 2021 em Porto Alegre

Depois de vencer o jogo de ida por 6 a 1, o Grêmio vai enfrentar o peruano Ayacucho na altitude de Quito (2.850m acima do nível do mar) com uma enorme vantagem na partida de volta valendo a classificação para a segunda fase da competição sul-americana que será disputada no Equador depois que o Peru fechou sua fronteira com o Brasil devido à pandemia.

O tricolor gaúcho viajou com jogadores reservas e juvenis enquanto os titulares receberam permissão para descansar para as próximas etapas da Libertadores, informou o clube em seu site.

O Grêmio que tem três títulos de Libertadores (1983, 1995 e 2017), será comandado neste duelo por Alexandre Mendes, o auxiliar do técnico Renato Gaúcho.

Com a vaga praticamente garantida, o time brasileiro precisa do empate ou perder por até quatro gols de diferença para avançar para a terceira fase do torneio.

Mendes garantiu que entre os que entrarão em campo estão o meia Lucas Araújo, o atacante Ferreira, o atacante Vanderson e o meia Gaúcho, entre outros.

O tricolor chega à partida motivado após vencer o Esportivo por 2 a 0 no Campeonato Gaúcho.

Enquanto isso o Ayacucho buscará um milagre.

O técnico argentino Walter Fiori vai colocar em campo o uruguaio Leandro Sosa como cérebro no meio de campo e o atacante Janio Posito, dois de seus principais jogadores.

Os 'Zorros' estão em Quito desde domingo, onde treinaram no Estádio Olímpico Atahualpa.

"Estamos empolgados, estamos dispostos. Temos que continuar lutando até o fim. Acho que nada foi dito, embora o resultado seja muito (elástico)", admitiu o zagueiro Minzum Quina, autor do único gol na derrota por 6 a 1.

A equipe peruana não pode jogar em seu campo na cidade andina de Ayacucho, que também tem uma altura de 2.761 metros como aliada, devido à proibição governamental de voos que entram em território nacional vindos do Brasil devido à covid-19.

O Ayacucho FC é uma equipa jovem, fundada em 2008, que joga pela primeira vez na Libertadores.

A partida está marcada para esta terça-feira, às 19h30 (21h30, de Brasília), no Estádio Olímpico de Atahualpa.

O vencedor vai enfrentar na terceira fase o vencedor do duelo entre Unión Española do Chile e o Independiente del Valle do Equador para definir quem ficará com uma vaga na fase de grupos da Libertadores.

--- Possíveis escalações:

Ayacucho FC: Maximiliano Cavalotti - Hector Salazar, Guillermo Firpo, Mimzum Quina, Enmanuel Páucar - Jesús Mendieta, Robert Ardiles, Carlos Beltrán, Othoniel Arce - Leandro Sosa, Janio Posito. Técnico: Walter Fiori.

Grêmio: Brenno – Rodrigues, Vanderson, Bruno Cortez, Ruan Tressoldi – Darlan Mendes, Thaciano, Lucas Araújo - Guilherme Azevedo, Léo Chú, Ferreira. Técnico: Alexandre Mendes.

cm/ljc/cl/aam