Grêmio e Douglas Costa: o que tem de novo no possível retorno do atleta

Fabio Utz
·2 minuto de leitura

A novela ainda vai longe. Douglas Costa deve desembarcar em Porto Alegre no dia 23 de maio para curtir um período de férias. Mas... Será que ele fica em definitivo?

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A informação que se tem é que a Juventus, dona dos direitos econômicos do atacante, tende a facilitar a rescisão contratual caso o atleta abra mão do que teria a receber no último ano de vínculo na Itália - cerca de 6 milhões de euros. Agora, resta saber se o Grêmio realmente vai fazer uma investida mais forte para cima do jogador.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Transformando em moeda nacional, seu salário gira em torno de R$ 3,5 milhões, o que é inviável para os padrões azuis. Até por isso, Duda Kroeff, integrante do Conselho de Administração, deu a letra. "Ele estaria disposto a ganhar um terço do que ganha lá? Aí a coisa ficaria possível. Se não for assim, o Grêmio até poderia, mas não deve pagar R$ 2 milhões por mês para um jogador”, disse o dirigente, à Rádio Bandeirantes.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

No momento, Douglas Costa se encontra emprestado ao Bayern de Munique e, ao que tudo indica, sua vontade de retornar ao clube de origem precisará ser adequada a uma realidade bem diferente da que é vivida na Europa, mesmo que o investidor Celso Rigo, por exemplo, esteja disposto a ser um parceiro gremista nesta contratação. "Por conta de uma situação nova, de Brasileiro, Copa do Brasil e Sul-Americana, não temos a expectativa de uma contratação desse porte. Descarto completamente", confirmou o presidente Romildo Bolzan Júnior. E aí...ainda dá para acreditar?

Para mais notícias do Grêmio, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.