Grêmio coloca Douglas Costa em programa específico de treinos para evitar nova sequência de lesões

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Se nos seus últimos anos Douglas Costa sofreu com uma sequência de lesões, o Grêmio, desde que iniciou as negociações para repatriar o atacante, mostrou preocupação com esta situação. No contrato, incluiu cláusulas de produtividade, de acordo com a utilização do atleta. Além disso, já coloca o profissional em um programa específico para evitar problemas físicos.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Com a estreia muito provavelmente ocorrendo ainda no mês de junho, o Tricolor preparou um protocolo a ser seguido pelo camisa 10 durante os treinamentos. E o mesmo precisa ser levado de forma bem rígida. Sua rotina, no momento, é basicamente voltada para o aperfeiçoamento de sua condição, embora algumas atividades com bola sejam permitidas. "A gente detectou onde foram as lesões e estamos fazendo trabalhos físicos específicos para deixar ele bem, principalmente nas musculaturas onde teve lesão. No campo, trabalho de velocidade, agilidade, mobilidade, mudança de direção", disse, ao Uol Esporte, o preparador físico Reverson Pimentel.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Douglas Costa tinha casamento marcado para esta terça-feira, com posterior lua-de-mel na República Dominicana. No entanto, por conta da pandemia de coronavírus, os festejos foram adiados. Isso não significa, porém, que ele estará liberado mais cedo para o técnico Tiago Nunes. Ah, e quando isso acontecer, ninguém pode achar que o jogador poderá ficar sempre à disposição. Depois de 11 anos de Europa, é necessário adaptá-lo novamente à pesada rotina do futebol brasileiro.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

"Como se faz isso? A princípio, ir colocando ele (para jogar). Exemplo básico: se jogou 90 minutos na quarta, não joga 90 no domingo. Vai jogar no domingo 30, 45. Vai controlando minutagem e controlando trabalhos pós-jogo, treinos preventivos. Numa semana faz 90, na outra 120, 150, 170 e até 180 minutos, que dá os dois jogos na semana. Aí pode evoluir para dois jogos e meio ou mais", completou Pimentel. Nesta quarta, ainda sem o reforço, o Grêmio estreia na Copa do Brasil diante do Brasiliense, na Arena.

Para mais notícias do Grêmio, clique aqui.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos