Na estreia de Tiago Nunes, Grêmio bate Ypiranga e fecha primeira fase com a melhor campanha do Gauchão

LANCE!
·4 minuto de leitura


O Grêmio venceu o Ypiranga fora de casa na noite deste sábado por 3 a 2, na estreia de Tiago Nunes no comando do Imortal, com muita emoção. Se no primeiro tempo o time se aproveitou de uma pane da equipe do Ypiranga e fez os três gols em um intervalo de seis minutos, na etapa complementar foi alvo do mesmo apagão e tomou dois tentos em apenas dois minutos.

Apesar da pressão durante toda etapa complementar dos donos da casa, o Tricolor se segurou e confirmou a sua presença na semifinal da competição estadual - ainda sem data e horário dos jogos da próxima fase.

Primeiro tempo:

O Grêmio começou a partida com tudo. Com um minuto, o Imortal chegou pela primeira vez com perigo. Em jogada pela direita, Vanderson cruzou para trás, Léo Pereira brigou pela bola e na sobra Ferreira chutou sem força e a bola passou ao lado da meta do Ypiranga. A resposta dos donos da casa não demorou a sair. Em cobrança de falta pela direita, a bola sobrou para Reinaldo, que chutou dentro da pequena área e parou no goleiro Brenno.

Seguindo na pressão, o Ypiranga deu mais um susto em Brenno. Aos 9 minutos, Caprini bateu escanteio fechado e Reinaldo se deu melhor na briga contra Diego Souza e a bola passou próxima da meta do Imortal. O Ypiranga continuou buscando o ataque e perdeu outra boa chance aos 15 minutos. Cortez recuou mal para Brenno, que dominou muito mal. A bola, no entanto, sobrou para Mossoró, que deixou com Jean Silva e só parou no bloqueio de Rodrigues.

De tanto pressionar e não abrir o placar, os donos da casa sofreram o primeiro gol da partida. Em ótima troca de passes com Jean Pyerre, Matheus Henrique invadiu a área e foi derrubado por Reinaldo. Diego Souza soltou uma bomba no meio do gol e colocou o Imortal na frente aos 22 minutos do primeiro tempo.

Quatro minutos depois o Imortal chegou novamente ao gol. Em tentativa de driblar do goleiro Paulo, Jean Pyerre desarmou e tocou para Léo Pereira, que livre, só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes do Ypiranga.

Sem nenhuma piedade, o Grêmio chegou ao terceiro gol ainda na primeira etapa. Aos 28, em lindo contra-ataque, Diego Souza chapelou a marcação e lançou Ferreira. O atacante avançou pela esquerda e tentou o chute, mas a bola sobrou para Vanderson, que dominou no peito e chutou cruzado sem chances para o goleiro Paulo Gianezini.

Segundo tempo:

A etapa final se iniciou pegando fogo igual a primeira etapa e logo aos 5 minutos o Ypiranga tirou o seu zero do placar. Em jogada ensaiada, Zé Mário recebeu na entrada da área e chutou no canto direito sem chances para o goleiro Brenno.

Aos 7 minutos o Ypiranga chegou ao segundo e entrou de vez no jogo novamente. Caprini encontrou Mossoró, que dominou na entrada da área e chutou colocado tirando a bola de Brenno para diminuir ainda mais para o Canarinho.

O empate quase veio aos 9 minutos. Vanderson e Paulo Miranda erraram, Cristiano invadiu a área e só não fez o terceiro do Canarinho pela ótima intervenção de Brenno, que voou nos pés do atacante do Ypiranga e ficou com a bola.

Buscando o empate a qualquer custo, os donos da casa quase chegaram ao gol em mais uma bola parada. Aos 35 minutos da etapa complementar, Caprini cobrou escanteio, Mikael subiu mais alto que a defesa do Grêmio e escorou para a área. A bola ficou viva e o camisa 5 chutou e a bola explodiu no travessão. Na sobra, Jean Silva pegou de primeira e chutou por cima do gol de Brenno.

Os acréscimos foram só de pressão do Ypiranga e quase chegou ao empate aos 47 minutos. Revson fez boa jogada, mas foi bloqueado pelo zagueiro Rodrigues na hora de fazer o gol.

A chance mais perigosa do Grêmio saiu no contra-ataque do escanteio cobrado pelo Ypiranga. Puxado por Ferreira, o atacante achou Churín, que cruzou para Lucas Silva, mas o volante perdeu a chance de fazer o quarto do Imortal.

Próximos jogos:

Com a vitória, o Grêmio apenas confirmou sua presença nas semifinais do Campeonato Gaúcho. Já o Ypiranga ficou em quinto e perdeu a última vaga do mata-mata do Gaúchão para Juventude e Caxias - que somaram 17 pontos contra 16 do Canarinho - eliminado da competição.

FICHA TÉCNICA

YPIRANGA 2 X 3 GRÊMIO
Local: Estádio Colosso da Lagoa (RS)
Data-Horário: 24/04/2021 - 21h
Árbitro: Eder Davi Zanella (RS)
Auxiliares: Claiton Timm (RS) e Juarez de Mello Júnior (RS)
Cartões amarelos: Zé Mário, Caprini, Mikael (YPI); Rodrigues, Vanderson, Matheus Henrique, Thiago Santos, Brenno, Rafinha (GRE)
Cartão vermelho: Mikael (YPI)
Gols: Diego Souza (22'/1ºT), Léo Pereira (26'/1ºT), Vanderson (28'/1ºT), Zé Mário (5'/2ºT), Mossoró (7'/2º)

Ypiranga: Paulo Gianezini; Muriel, Reinaldo Dutra, Luís Eduardo e Zé Mário; Fidélis (Revson, aos 32/2ºT), Mikael e Mossoró; Caprini (Dija Baiano, aos 46'/2ºT), Jean Silva (Silvano, aos 46'/2ºT) e Cristiano (Quirino, aos 25/2ºT). Técnico: Júnior Rocha.

Grêmio: Brenno; Vanderson (Rafinha, aos 19/2ºT), Paulo Miranda, Rodrigues e Bruno Cortez; Thiago Santos, Matheus Henrique (Darlan, aos 43'/2ºT) e Jean Pyerre (Lucas Silva, aos 29/2ºT); Léo Pereira (Léo Chu, aos 19/2º), Ferreira e Diego Souza (Churín, aos 29/2ºT). Técnico: Tiago Nunes