Grosjean sofre grave acidente no GP do Bahrein de F1

·2 minuto de leitura
Carro do piloto francês Romain Grosjean, da equipe Haas, pega fogo após bater contra o muro de proteção no GP do Bahrein

O piloto francês Romain Grosjean, da equipe Haas, sofreu neste domingo um grave acidente na primeira volta do Grande Prêmio do Bahrein de Fórmula 1.

Pouco depois da largada, na saída da curva 3, o francês fez uma manobra para a direita para se desviar de outros pilotos e acabou tocando com a roda direita traseira no bico do carro do russo Daniil Kvyat, da AlphaTauri, perdendo o controle e batendo de lado em alta velocidade no guard rail (muro de proteção). Na colisão, o carro se partiu em dois e pegou fogo.

Grosjean ficou cerca de 30 segundos no meio das chamas até conseguir sair andando da célula de sobrevivência do veículo, aparentemente bem, sendo amparado em seguida por um membro da equipe de resgate.

Grosjean foi levado imediatamente ao centro médico do autódromo de Sakhir, e as primeiras informações indicaram que ele teve queimaduras nas mãos, pés, tornozelos e suspeita de fratura de costela.

Depois dos primeiros atendimentos, o piloto da Haas foi levado de helicóptero para o Hospital Central do Bahrein.

A corrida foi interrompida por cerca 1h30min para o conserto da barreira de proteção onde ocorreu o acidente.

Logo após a nova largada, ocorreu um novo acidente envolvendo o carro do canadense Lance Stroll que capotou após ser tocado pela carro de Kvyat.

A Federação Internacional de Autombilismo informou que o impacto sofrido pelo carro de Grosjean foi avaliado em 53 g (unidade de aceleração). Para efeito de comparação, a decolagem de um avião comercial é avaliada em 0,4 g.

O último acidente fatal na F1 envolveu o francês Jules Bianchi, que bateu em um guindaste no Grande Prêmio do Japão em outubro de 2014.

Grosjean havia conquistado no Bahrein dois de seus dez pódios na F1, em 2012 e 2013 pela equipe Lotus. A etapa deste domingo foi o 179º GP na F1 na carreira do piloto francês.

pel/fbx/lca